Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Alonso se diz mais preparado mentalmente para briga por título

Austin (Estados Unidos)

Na briga pelo título desta temporada, Fernando Alonso não aparenta estar ansioso como nas outras oportunidades nas quais disputou o caneco da Fórmula 1. E o próprio piloto admite isso. Atualmente, o espanhol da Ferrari se encontra dez pontos atrás de Sebastian Vettel e, caso faça 25 pontos a menos do que o rival no Grande Prêmio dos Estados Unidos, deixa o campeonato escapar pelas mãos.

Entretanto, apesar da pressão para não deixar o alemão abrir vantagem, Alonso destaca que seu lado psicológico está mais forte em relação às temporadas passadas. Em 2005, ano de sua primeira conquista, Fernando encerrou a disputa com duas corridas de antecedência, já que estava com grande folga na liderança. Em 2006, o triunfo sobre Michael Schumacher veio na etapa final. Já em 2007, o representante da Espanha chegou até a reta final na briga, mas foi superado pelo finlandês Kimi Raikkonen, campeão, e Lewis Hamilton, segundo colocado.

Em 2010, foi a vez do asturiano ser derrotado por Vettel. “Estou muito mais relaxado, muito mais focado. Em 2006, cheguei à última corrida lutando com Michael no Brasil e foi muito estressante. Foi uma semana muito intensa – não era fácil me concentrar ou dormir”, disse Alonso, em entrevista coletiva. “No ano seguinte, também foi estressante. Não era fácil fazer nada. Em 2010, chegamos a Abu Dhabi lutando pelo campeonato na última corrida. Eu estava muito mais calmo, mais confiante. A corrida foi o que foi, não vencemos no fim, mas, em termos de sentimento, eu estava muito mais preparado. Esta é a quarta vez que luto pelo campeonato até a última corrida e me sinto diferente, muito mais concentrado”, continuou.

Agora, mirando o tricampeonato da Fórmula 1, Alonso espera tirar a vantagem do alemão da Red Bull e, para isso, aposta no ritmo de corrida da escuderia de Maranello. “Estou muito confiante. Confio na minha equipe e em mim mesmo, e somos muito honesto com nós mesmos. Sabemos que não temos o pacote mais veloz e que nossa média em classificação é o sexto ou sétimo lugares. Então, se ficarmos em torno disso, as pessoas dirão que eu estou dando adeus ao título, mas essa é a nossa posição normal”, finalizou.

O Grande Prêmio dos Estados Unidos, no circuito de Austin, será disputado no próximo domingo, dia 18 de novembro, às 17h (de Brasília). Os treinos livres serão realizados nesta sexta-feira, às 13h e às 17h.

AFP
Fernando Alonso revelou que se sente mais tranquilo na briga pelo título do que em anos anteriores

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade