Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Chefe da McLaren elogia Pérez, mas admite incertezas com mexicano

Woking (Inglaterra)

Contratado pela McLaren para substituir Lewis Hamilton, que acertou com a Mercedes, na próxima temporada, Sergio Pérez é visto como uma incógnita pela alta cúpula da equipe inglesa. O chefe da escuderia sediada em Woking, Martin Whitmarsh, elogiou o talento do piloto mexicano, vice-campeão da GP2 Series em 2010, mas mostrou não saber como será o desempenho do atual membro da Sauber.

“Ele tem 22 anos. Agora, ele tem a mesma idade que Lewis tinha quando começou (em 2007). Acho que ele tem muito talento. Mas, para ser honesto, eu não sei (sobre seu potencial). Não teríamos assinado se não pensássemos que ele pode ir para outro nível, mas penso que o que eu posso dizer é que não sabemos”, explicou.

Atualmente, a McLaren conta com dois campeões mundiais defendendo a equipe na Fórmula 1, Lewis Hamilton (vencedor em 2008) e Jenson Button (vitorioso em 2009). Competindo pela Sauber desde 2011, Pérez soma três pódios ao longo de sua carreira, todos conquistados nesta temporada (segundo colocado na Malásia e na Bélgica, e terceiro no Canadá).

“Ele nunca experimentou o tipo de pressão que Hamilton e Button estão sujeitos. Você se transforma em um integrante da McLaren e, se não estiver na linha de frente, então há uma grande quantidade de pressão aplicada a você”, encerrou.

Sergio Pérez ocupa a décima colocação na tabela de classificação do Mundial de Pilotos, com 66 pontos. No entanto, desde que foi anunciado como membro da McLaren para 2013, em 28 de setembro, não pontuou em nenhum Grande Prêmio.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade