Fórmula 1//Bastidores - ( - Atualizado )

Empresa acusa Ecclestone de fraude em venda de direitos da Fórmula 1

Nova Iorque (Estados Unidos)

A empresa Bluewaters Communications, dos Estados Unidos, entrou com ação judicial contra o mandatário da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, junto à Suprema Corte de Nova Iorque. A companhia acusa o diretor da FOM (Formula One Management) de fraudar a venda dos direitos da categoria, em 2005, e pede 650 milhões de dólares (aproximadamente R$ 1,3 bilhões) por indenização e danos.

Segundo o site norte-americano Bloomberg, a Bluewaters alega ter dado a maior oferta para comprar os 47% do capital da categoria vendidos pelo banco alemão BayernLB. A empresa americana teria ainda oferecido garantias à JPMorgan Chase e Lehman Brothers, companhias que também possuíam participações na Fórmula 1.

Ecclestone, porém, optou por vender as aços ao grupo inglês CVC Capital Partners, no final de 2005. A oferta aceita pelo mandatário somava 984 milhões de dólares, valor menor que o oferecido pela Bluewaters.

AFP
Ecclestone nega qualquer tipo de fraude na venda de parte dos direitos da Fórmula 1, concluída em 2005
Posteriormente, foi descoberto que o chefão da Fórmula 1 havia subornado o diretor de riscos do BayernLB em 44 milhões de dólares para repassar a porcentagem da empresa à CVC, já que a empresa inglesa havia o garantido que o seu cargo como diretor da Fórmula 1 não correria riscos caso a venda fosse concluída, fato que não aconteceu com a Bluewaters.

Respondendo às acusações, Ecclestone afirma que a empresa norte-americana não ofereceu quantidade suficiente de dinheiro à SLEC pelas ações. Já a CVC desconheceria o pagamento de propina ao seu diretor de riscos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade