Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Fraco desempenho de Pérez no fim de 2012 gera cobranças na Sauber

Hinwil (Suíça)

Com sucessivas apresentações ruins no final desta temporada, principalmente nas últimas cinco corridas, Sergio Pérez começa a ser contestado até pela sua atual equipe, a Sauber. E a queda de desempenho vem em meio ao recente anúncio da transferência do mexicano para a McLaren, em 2013.

Desde que acertou com o time de Woking, Pérez não marcou mais nenhum ponto no Mundial e, apesar de a chefe de equipe da Sauber, Monisha Kaltenborn, tratar a situação como uma simples coincidência, ela disse que pretende conversar com o jovem piloto para que ele siga focado neste ano.

“Ele sabe o quão importante é para nós marcar pontos nas corridas finais. Isso é algo que será apreciado não apenas por nós, mas por seu futuro time, porque ele também pode passar por essa situação lá”, destacou a dirigente, em entrevista à Sky Sports.

Porém, mesmo admitindo um diálogo com Pérez, Kaltenborn frisou que não há muito o que ser feito para mudar o mexicano, já que ele está fazendo o seu melhor antes de sair da equipe.

No Grande Prêmio de Abu Dhabi, Sergio Pérez estaba brigando pela quinta colocação quando se envolveu em uma confusão com Paul Di Resta, Romain Grosjean e Mark Webber, o que acarretou em uma grande punição ao piloto de 22 anos, sendo ele obrigado a fazer um stop-and-go de dez segundos e, assim, Pérez caiu para a 15ª posição.

Para a chefe da Sauber, a punição foi um tanto quanto dura. “A FIA é complicada nessas situações, então tudo o que podemos fazer é aceitar e garantir que Pérez não faça isso novamente”, finalizou a indiana.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade