Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

GP do Brasil prepara surpresa para homenagear Schumacher

André Sender São Paulo (SP)

A organização do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 está preparando uma homenagem para o alemão Michael Schumacher, que se aposentará após a prova paulistana, marcada para 25 de novembro. Mas nem mesmo o heptacampeão mundial da categoria sabe como será a festa para celebrar os feitos de sua carreira, planejada apenas com o conhecimento de Bernie Ecclestone, chefe da Formula One Managemente (FOM), empresa que gerencia a F-1.

Schumacher, que deixou a Fórmula 1 pela primeira vez em 2006, também após o GP do Brasil, retornou à categoria em 2010 após a criação da equipe Mercedes. Nos últimos três anos, ele teve como melhor resultado a terceira colocação do Grande Prêmio da Europa desta temporada e anunciou sua aposentadoria definitiva após perder o posto no time alemão para o britânico Lewis Hamilton.

“Vai ser tudo surpresa, só vamos conversar antes com o Bernie para não interferir em alguma outra programação. Acho que ele vai gostar”, disse a diretora-executiva do GP do Brasil, Claudia Ito.

Curiosamente, a primeira aposentadoria de Michael Schumacher da Fórmula 1 também aconteceu em São Paulo, já que em 2006 a prova paulistana foi a última do Mundial. Na ocasião, Pelé entregou antes da corrida um troféu de homenagem ao alemão, que foi o quarto colocado da prova.

A ideia é que mais uma vez um esportista admirado por Schumacher seja o responsável por realizar a homenagem. Fã de futebol, o alemão tem boa relação com o ex-centroavante Ronaldo, que já até participou de uma partida beneficente com o alemão no Maracanã em 2001.

AFP
Em 2006, Schumacher foi homenageado por Pelé pelas realizações em sua carreira na F-1

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade