Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Hamilton rebate Whitmarsh e nega arrependimento por troca de equipe

Austin (Estados Unidos)

O britânico Lewis Hamilton rebateu as declarações do chefe da equipe McLaren, Martin Whitmarsh, de que estaria arrependido por deixar a tradicional escuderia britânica para correr pela Mercedes no próximo Mundial de Fórmula 1. O piloto, que chegou à F-1 com apoio de seu atual time, assinou com o rival por três anos para substituir o heptacampeão Michael Schumacher.

Na última semana, em entrevista ao site oficial da categoria, Whitmarsh disse não ter entendido a decisão de Hamilton e apontou que ele já estaria arrependido por ter trocado de equipe para a próxima temporada.

“Ei fiquei um pouco surpreso em ouvir isso, mas com certeza não é o caso. Tenho uma grande equipe, estive com eles durante muito tempo e tenho certeza que todo mundo tem sentimentos pelo time. Mas ainda estou aqui, dando 100% por eles nas últimas duas corridas e é claro que é bastante emocional para mim. Mas estou muito, muito feliz com a decisão que tomei”, disse Hamilton.

Antes de começar seu trabalho com a Mercedes, o piloto britânico, campeão do Mundial de 2008, compete pela McLaren no Grande Prêmio dos Estados Unidos e do Brasil, nos dois próximos fins de semana. Apesar de não ter mais chances de brigar pelo título da temporada, ele garante estar motivado para ir bem em suas últimas provas pela escuderia.

“Para mim é isso. Estou feliz por estar lutando em minhas duas últimas corridas com a equipe. Quero apenas fazer o melhor trabalho possível e correr por eles, mesmo que estejamos fora da briga pelo campeonato”, garantiu o piloto.

AFP
Lewis Hamilton deixa a McLaren ao fim do ano e nega arrependimento por escolha

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade