Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Hamilton vence, Vettel sobe ao pódio com Alonso e decisão será em SP

Austin (Estados Unidos)

Fora da briga pelo título, o britânico Lewis Hamilton (McLaren) venceu o Grande Prêmio dos Estados Unidos, realizado na tarde deste domingo. O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) ficou no segundo lugar, seguido pelo espanhol Fernando Alonso (Ferrari).

Com Vettel e Alonso lado a lado em cima do pódio, a decisão do Mundial fica para o Grande Prêmio do Brasil, última etapa do campeonato, marcado para o próximo domingo. Em busca do tri, o alemão passa a contabilizar 273 pontos, 13 a mais que o espanhol.

Para colocar Alonso no lado limpo do grid de largada, a Ferrari trocou o câmbio do brasileiro Felipe Massa que, punido em cinco posições, partiu no 11º lugar, o que deixou o espanhol em sétimo. Ainda assim, o brasileiro cruzou a linha de chegada em quarto. Já Bruno Senna (Williams) ficou em 10º.

A Corrida – O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) defendeu sua condição de líder sem correr riscos na largada e ainda ganhou a proteção do australiano Mark Webber, seu companheiro de equipe, que ultrapassou o britânico Lewis Hamilton (McLaren) nos primeiros metros.

Beneficiado pela decisão da Ferrari de trocar o câmbio de Felipe Massa, o espanhol Fernando Alonso partiu do lado limpo do Circuito das Américas e ganhou três posições logo na largada, saltando para o quarto lugar. O brasileiro, por sua vez, subiu um posto e ficou em 10º.

Bruno Senna (Williams), também brasileiro, completou a primeira volta apenas na 12ª colocação. Ultrapassado por Webber logo na largada, Hamilton não precisou de muito tempo de corrida para dar o troco no australiano e iniciar a perseguição ao líder Vettel.

Na 17ª volta, pouco tempo depois de Massa superar o alemão Nico Hulkenberg (Force India) para assumir o sexto lugar, Webber sofreu um problema no carro e abandonou a corrida. O imprevisto do australiano favoreceu Alonso, que passou a ocupar a terceira colocação.

Hamilton fez sua primeira parada na 21ª volta e foi seguido por Alonso. Enquanto o britânico perdeu apenas 2s4, o espanhol teve um problema na roda traseira direita e demorou 6s3. Pouco tempo depois, Vettel visitou os boxes da Red Bull em somente 2s7.

Massa parou na 25ª volta e chegou a retornar à pista na quinta colocação, mas, com dificuldades para aquecer seus novos pneus rapidamente, perdeu posições para o australiano Daniel Ricciardo (Toro Rosso) e para o finlandês Kimi Raikkonen (Lotus).

O britânico Jenson Button (McLaren) ficou na terceira posição até a 36ª volta, quando finalmente fez sua parada. Desta forma, a ordem real da corrida foi reestabelecida, com Sebastian Vettel, Lewis Hamilton e Fernando Alonso nas primeiras colocações.

Em uma de suas melhores corridas na temporada, Massa passou Raikkonen e assumiu o quarto lugar no 40º giro. Com transferência acertada para a Mercedes, o arrojado Hamilton, fora da briga pelo título e sem nada a perder, se aproximou gradualmente de Vettel. Na 42ª volta, o britânico partiu para cima e, numa bela manobra, tomou a ponta.

Com uma vantagem confortável em relação a Alonso na tabela de classificação do campeonato, Vettel conservou a segunda colocação sem correr riscos em Austin. Alonso, mais de 30s atrás do alemão, não conseguiu incomodá-lo até o final da corrida de 56 voltas.

Mundial de Construtores - Se o resultado do Grande Prêmio dos Estados Unidos não foi suficiente para garantir o título de Vettel, a Red Bull pode comemorar a conquista do Mundial de Construtores. Com 440 pontos ganhos, a equipe abre 73 de vantagem sobre a Ferrari, vantagem impossível de descontar no Brasil.

Confira o resultado final do Grande Prêmio dos Estados Unidos:

1: Lewis Hamilton (ING/McLaren) - 1h35min55s269
2: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - a 0s600
3: Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - a 39s200
4: Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 46s000
5: Jenson Button (ING/McLaren) - a 56s400
6: Kimi Raikkonen (FIN/Lotus) - a 1min04s400
7: Romain Grosjean (FRA/Lotus) - a 1min10s300
8: Nico Hulkenberg (ALE/Force India) - a 1min13s700
9: Pastor Maldonado (VEN/Williams) - a 1min14s500
10: Bruno Senna (BRA/Williams) - a 1min15s100
11: Sergio Perez (MEX/Sauber) - a 1min24s300
12: Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso) - a 1min24s800
13: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 1min25s500
14: Kamui Kobayashi (JAP/Sauber) - a 1 volta
15: Paul Di Resta (ESC/Force India) - a 1 volta
16: Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - a 1 volta
17: Vitaly Petrov (RUS/Caterham) - a 1 volta
18: Heikki Kovalainen (FIN/Caterham) - a 1 volta
19: Tmo Glock (ALE/Marussia) - a 1 volta
20: Charles Pic (ALE/Marussia) - a 2 voltas
21: Pedro De la Rosa (ESP/Hispania) - a 2 voltas
22: Narain Karthikeyan (IND/Hispania) - a 2 voltas

Não Completaram
Mark Webber (AUS/Red Bull)
Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade