Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Massa critica aderência da pista de Austin: "É como pilotar no gelo"

Austin (Estados Unidos)

Sexto colocado no grid de largada para o Grande Prêmio de Austin, o brasileiro Felipe Massa está insatisfeito com a aderência da pista do Circuito das Américas. Incomodado com a demora para chegar ao aquecimento ideal dos pneus, o piloto da Ferrari afirmou que a temperatura dos compostos será fator fundamental para o desempenho das equipes na prova deste domingo.

“O maior problema que temos aqui é que os pneus são muito complicados para esta pista. O aquecimento é realmente difícil”, frisou. “Você sai da garagem e parece que está pilotando no gelo. Demora uma eternidade para chegar à temperatura ideal”, explicou.

Atual sétimo colocado na tabela de classificação do Mundial de Pilotos, com 95 pontos, Massa está fora da briga pelo título. No entanto, o brasileiro ainda pode exercer papel de destaque na briga pelo troféu, já que seu companheiro na escuderia italiana, Fernando Alonso, segue em busca da liderança. Neste domingo, o espanhol larga na oitava colocação, enquanto seu principal rival, Sebastian Vettel, é o pole position.

“Amanhã, a meta é fazer o melhor que pudermos para marcar pontos para o Mundial de Construtores. Fernando não está começando em uma ótima posição, mas se eu puder ajudá-lo, com certeza farei tudo o que puder para isso”, encerrou.

A prova no Circuito das Américas é a penúltima etapa da Fórmula 1 nesta temporada e tem início programado para às 17 horas (de Brasília) deste domingo. A etapa derradeira deste ano ocorre em Interlagos (São Paulo), no próximo final de semana.

AFP
Vice-campeão em 2008, Felipe Massa está fora da briga pelo título nas últimas corridas desta temporada

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade