Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Massa lembra “nuvem negra” e admite ter falado com outras equipes

Bruno Ceccon São Paulo (SP)

Acompanhado por uma "nuvem negra" antes da parada de agosto do Mundial de Fórmula 1, Felipe Massa ouviu muitas especulações sobre uma possível saída da Ferrari. Neste período, ainda que seu objetivo fosse permanecer na escuderia italiana, ele chegou a conversar com outras equipes.

“É lógico que, quando não tinha certeza do que iria acontecer, cheguei a conversar, sem dúvida”, afirmou o piloto, que se recusou a divulgar a identidade das equipes. “Não vou falar. Meu objetivo era continuar e aconteceu o que eu queria: continuar na Ferrari”, afirmou.

Sem vencer uma corrida desde o Grande Prêmio do Brasil-2008, Massa teve um desempenho sofrível nas primeiras 11 etapas desta temporada e marcou apenas 25 pontos. Neste período, vários pilotos foram especulados como candidatos a suceder o brasileiro na Ferrari, a exemplo do mexicano Sérgio Perez (Sauber).

“Teve um momento em que tudo acontecia comigo, parecia que tinha uma nuvem negra em cima de mim. Nesses casos, você se sente ainda pior, porque não consegue fazer as coisas acontecerem. Mesmo com um dos trabalhos mais incríveis que uma pessoa pode querer, guiar pela Ferrari na Fórmula 1, eu não estava feliz”, disse.

Após a retomada do campeonato, no começo de setembro, Massa evoluiu expressivamente e somou 70 pontos em sete provas. De quebra, quebrou o jejum iniciado no Grande Prêmio da Coreia do Sul-2010 e voltou ao pódio com o segundo lugar no Japão em um processo que culminou com a renovação de contrato até 2013.

“A segunda parte do ano foi bem competitiva e consegui fazer um número de pontos bem maior do que vinha fazendo. Essa segunda parte valeu muito, mas eu quero mais. Quero tentar largar cada vez mais na frente e brigar pelo pódio. Também não podemos excluir a possibilidade de vencer, é o que mais trabalhamos para conquistar”, disse.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Brasileiro Felipe Massa chegou a conversar com outras equipes, mas renovou contrato com a Ferrari até 2013
A próxima etapa do campeonato é o Grande Prêmio dos Estados Unidos, marcado para domingo, em Austin. Ao estudar a nova pista no simulador da Ferrari, o piloto brasileiro lembrou-se dos percursos da Índia (foi o quarto colocado) e da Coreia do Sul (foi o sexto colocado).

“Posso estar errado, mas vejo a pista de Austin no caminho da Índia e da Coreia. Tivemos um carro razoavelmente competitivo nesses circuitos, mas a Red Bull também estava muito forte (o alemão Sebastian Vettel venceu as duas etapas). Achei bacana a pista”, disse.

Atual sétimo colocado no Mundial, Massa pode exercer um papel importante na disputa pelo título. A duas etapas do final do campeonato, que termina em São Paulo no dia 25 de novembro, Vettel lidera com 10 pontos de vantagem sobre o espanhol Fernando Alonso, companheiro do brasileiro na Ferrari.

“Estamos trabalhando muito forte nessa semana para tentar trazer coisas novas para o carro e deixá-lo mais competitivo. Olhando o ritmo da Red Bull nas últimas corridas, a briga do Fernando é difícil. Mas tudo é possível e temos que lutar até o final”, afirmou Massa.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade