Motor/Fórmula 1 - ( )

SP calcula R$ 230 milhões com F-1 e comemora visibilidade mundial

André Sender São Paulo (SP)

As obras no Autódromo de Interlagos para receber o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 de 2012, em 25 de novembro, custaram aproximadamente R$ 23 milhões, mas o prefeito Gilberto Kassab acredita que a cidade sai lucrando com a realização do evento. Segundo o político, o retorno financeiro e a visibilidade internacional da cidade promovida pela corrida compensam e o investimento.

A SPTuris, Empresa de Turismo e Eventos da prefeitura de São Paulo, calcula que a realização do GP do Brasil movimente cerca de R$ 230 milhões durante todo o ano, entre investimentos de empresas particulares e gastos de turistas que viajam até a cidade para acompanhar a prova.

“Temos os recursos deixados na cidades, de aproximadamente R$ 250 milhões ao longo do ano. As equipes vêm, as pessoas vêm para a visitação e o próprio Grande Prêmio tem uma presença grande de público”, disse Kassab, aumentando em cerca de R$ 20 milhões a estimativa.

De acordo com o presidente da SPTuris, Marcelo Rehder, a Virada Cultural é o evento municipal com maior público, mas a prova da F-1 resulta em maior retorno financeiro. “Esse é o evento que traz mais recursos para a cidade. O turista que vem aqui é um turista que gasta mais”, explicou.

Outro ponto comemorado pelos administradores de São Paulo é a visibilidade internacional da cidade gerada pelos fãs da Fórmula 1, já que aproximadamente 400 milhões de pessoas acompanham as transmissões televisivas das provas. Como o GP do Brasil encerra a temporada e há a possibilidade de o Mundial ser decidido na corrida paulistana, a expectativa é que o evento consiga ainda mais atenção.

“O retorno é espetacular por causa da visibilidade que a cidade tem. Isso não tem preço. Ao longo dos dias, imagens, informações e comentários de São Paulo são levados para todos os países do mundo, todos os cantos do Brasil. Apenas por conta dessa veiculação, já teríamos justificado os investimentos”, garantiu Kassab .

Fernando Dantas/Gazeta Press
Gilberto Kassab vê "retorno espetacular" para São Paulo com o GP do Brasil de F-1

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade