Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Vettel celebra título de Construtores e lamenta tráfego nos EUA

Austin (Estados Unidos)

Os resultados do Grande Prêmio dos Estados Unidos não foram suficientes para garantir o tricampeonato ao alemão Sebastian Vettel, mas serviram para a Red Bull comemorar o Mundial de Construtores com duas etapas de antecedência. Segundo colocado neste domingo, o piloto festejou pela equipe e reclamou do tráfego durante a prova.

“Foi uma pena perder o primeiro lugar, mas acho que fizemos tudo que podíamos. A equipe fez um trabalho fantástico para selar a conquista do Mundial de Construtores. Estou feliz por isso. O pessoal pode ficar muito orgulhoso e tomar uns drinques nessa noite”, disse o alemão.

Ultrapassado pelo britânico Lewis Hamilton (McLaren), Vettel terminou na segunda colocação, enquanto o australiano Mark Webber abandonou a corrida. Ainda assim, a Red Bull chegou aos 440 pontos ganhos, 73 a mais que a Ferrari, vantagem impossível de descontar na etapa do Brasil, a última do campeonato.

Na 17ª volta, Webber, então terceiro colocado, deixou a corrida com um problema no alternador, mesma causa dos abandonos de Vettel nas etapas da Europa e da Itália. Com 13 pontos a mais que o ferrarista espanhol Fernando Alonso (273 a 260), o alemão diz não se preocupar com um eventual imprevisto em Interlagos.

AFP
Com 13 pontos de vantagem sobre Fernando Alonso, Sebastian Vettel precisa apenas de um quarto posto em SP
“Se foi o alternador, não é uma notícia boa, mas acho que administramos as últimas corridas muito bem, então deve ser fácil de detectar o problema. Depois de Monza, aprendemos a lição e devemos estar preparados o suficiente para a próxima semana”, afirmou Vettel.

O alemão largou na pole position e defendeu a ponta até a 42ª volta, quando não suportou a pressão de Hamilton e acabou ultrapassado. Ao final da corrida, Vettel atribuiu a perda da vitória ao tempo gasto para superar o indiano Narain Karthikeyan (Hispania).

“Tudo parecia sob controle. Aqui o tráfego é difícil e não funcionou a meu favor. O Lewis estava perto o suficiente para abrir sua asa traseira. Não importava o lado que eu escolhesse”, justificou Vettel, que precisa apenas de um quarto lugar para garantir o título em Interlagos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade