Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Vettel prega calma na luta pelo título: "Uma prova igual às outras"

André Sender e Bruno Ceccon São Paulo (SP)

O alemão Sebastian Vettel está perto de seu terceiro título consecutivo do Mundial de Fórmula 1, mas diz encarar o Grande Prêmio do Brasil, neste fim de semana, como outro qualquer do calendário. O piloto da Red Bull chega à última prova do ano na liderança da temporada com 13 pontos de vantagem para o espanhol Fernando Alonso, seu único rival na briga pelo campeonato.

Campeão dos dois últimos anos da Fórmula 1, Vettel precisa chegar apenas entre os quatro primeiros colocados neste domingo em Interlagos para garantir o título, independentemente do resultado obtido por Alonso. Mas apenas terminar a corrida na zona de pontuação também dá a ele boas chances de vencer o Mundial, já que o espanhol não consegue ser campeão se não subir ao pódio em São Paulo.

"Acho que o segredo é olhar essa corrida como qualquer outra. Obviamente sabemos que estamos em boa posição. Mas é esporte, tudo pode acontecer", disse o alemão, nesta quinta-feira em Interlagos. "Precisamos pensar em nós mesmos, o fim de semana começa amanhã e temos que ir passo a passo para conseguir o melhor resultado possível", completou.

AFP
Se terminar o Grande Prêmio do Brasil entre os quatro primeiros colocados, Sebastian Vettel garante o tricampeonato
Além da vantagem na tabela do Mundial, Vettel tem a seu favor o bom desempenho da Red Bull nas últimas provas da categoria. Durante o recesso de verão, a equipe promoveu mudanças no carro, o que fez o alemão conquistar quatro vitórias seguidas entre os Grandes Prêmios de Cingapura e Índia. Em Abu Dhabi, ele largou da última posição por ter infrigido o regulamento do treino classificatório e acabou a prova na terceira classificação. Já no GP dos Estados Unidos, ficou atrás apenas de Lewis Hamilton, com mais de 38s de vantagem para o restante dos competidores.

Apesar dessas questões, o alemão optou por manter a cautela em Interlagos, citando a instabilidade do tempo como uma das questões que podem deixar a disputa em aberto.

"Sabemos que muitas coisas podem acontecer aqui. O tempo de São Paulo muda muito, parece que teve uma grande chuva inesperada há alguns dias", apontou o alemão, vencedor do GP brasileiro de 2010 e segundo colocado da prova da temporada passada.

Caso confirme seu favoritismo e conquiste o Mundial, Vettel se tornará o tricampeão mais jovem da história da categoria, superando o brasileiro Ayrton Senna.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade