Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Vettel se emociona e cita Senna após título em São Paulo

André Sender e Bruno Ceccon São Paulo (SP)

O alemão Sebastian Vettel deixou a emoção transparecer em sua entrevista coletiva após o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, em que conquistou o tricampeonato consecutivo da categoria, neste domingo. O piloto da Red Bull garantiu o título do Mundial após ficar em sexto lugar em uma prova caótica no Autódromo de Interlagos, encerrando a temporada com 281 pontos, apenas três a mais do que o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari.

Vettel compareceu à sala de entrevistas coletivas aproximadamente uma hora após receber a bandeira quadriculada, ainda vestindo o macacão que usou durante as 71 voltas em Interlagos. Antes de responder algumas perguntas, o tricampeão da F-1 tomou fôlego com respiradas longas. Durante as primeiras falas, parou para pensar, olhou para baixo e só então prosseguiu.

"Ainda estou cheio de adrenalina, foi uma corrida incrível. É difícil encontrar as palavras certas agora", afirmou Vettel, relembrando todos os problemas enfrentados neste domingo em Interlagos, prova em que caiu para a última posição na primeira volta após ser tocado por Bruno Senna.

AFP
Sebastian Vettel ficou emocionado com a conquista de seu terceiro título do Mundial de Fórmula 1

Mesmo com o carro danificado pela batida com o brasileiro, o alemão se recuperou rapidamente e escalou a classificação da corrida, mas o rádio de seu carro quebrou e ele perdeu comunicação com o time. Vettel teve que superar também um erro da equipe Red Bull, que o chamou aos boxes para colocar pneus de pista seca justamente no momento em que a chuva aumentou de intensidade em Interlagos. Ele foi obrigado a fazer nova parada dois giros depois, colocando sua recuperação na corrida em risco.

Com o título conquistado neste domingo, Sebastian Vettel se tornou o tricampeão mais jovem da história da Fórmula 1, tomando o posto que era de Ayrton Senna. Com apenas 25 anos idade, o alemão supera com folga o ídolo brasileiro, que consquistou seu terceiro título no Grande Prêmio do Japão de 1991, quando tinha 31 anos e sete meses.

Fã declarado do tio de Bruno Senna, Vettel disse que a conquista foi ainda mais especial por ter ocorrido na terra de seu ídolo, morto em um acidente no GP de San Marino de 1994.

"Em São Paulo, onde Senna nasceu...Vir aqui e vencer pela terceira vez. Não sei realmente o que dizer, só tenho que agradecer todo mundo no time", afirmou ainda em tom emotivo.

A conquista também faz o jovem alemão da Red Bull se tornar apenas o terceiro piloto a vencer três Mundiais seguidos. Antes dele, o argentino Juan Manuel Fangio, pentacampeão, e seu compatriota Michael Schumacher, dono de sete títulos, alcançaram o feito.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade