Futebol/Liga dos Campeões - ( - Atualizado )

Após derrota, Real Madrid tenta recuperar liderança contra Dortmund

Madri (Espanha)

Derrotado pelo Borussia Dortmund por 2 a 1 no último dia 24 de outubro, o Real Madrid busca recuperar a liderança do Grupo D da Liga dos Campeões nesta terça-feira, às 17h45 (de Brasília), quando mede forças com o time alemão no estádio Santiago Bernabéu, em partida válida pela quarta rodada da competição europeia. Com seis pontos, o clube da capital espanhola está um ponto atrás da equipe comandada por Jurgen Klopp, e reassumirá a liderança da chave em caso de vitória.

Para triunfar diante do Borussia Dortmund, o Real Madrid conta com presença garantida do atacante Cristiano Ronaldo, artilheiro desta edição da Liga dos Campeões, com cinco gols. O camisa sete marcou o único gol do time comandado pelo treinador José Mourinho na derrota no Westfalenstadion e se isolou ainda mais na artilharia do torneio.

"Nós não temos que dramatizar, porque ainda faltam muitas partidas e estamos bem posicionados. Sabíamos que era um jogo difícil e contra um bom time que se mostra muito forte dentro de casa. O futebol é assim e, quando se atua contra uma grande equipe, as possibilidades de ganhar são de 50%", disse o atacante português sobre a derrota em território alemão.

AFP
Com cinco gols, Cristiano Ronaldo é o artilheiro desta edição da Liga dos Campeões da Europa

A dúvida na escalação do Real Madrid fica por conta do meio-campo. Lesionado desde o último embate com o Dortmund, o volante Sami Khedira segue em fase de recuperação e não entrará em campo nesta terça-feira. Michael Essien e Luka Modric disputam vaga para atuar ao lado de Xabi Alonso, sendo que o atleta croata foi titular nas últimas três partidas do Campeonato Espanhol.

Outro desfalque para José Mourinho será o lateral esquerdo Marcelo. O jogador nacional sofreu uma fratura no quinto metatarso do pé direito durante treinamento da Seleção Brasileira, dia 14 de outubro, e ainda não reúne condições de disputar uma partida. Arbeloa, que costuma atuar pelo lado direito, ficará com a função no setor.

Com isto, o técnico português deve escalar o Real Madrid com: Casillas; Sergio Ramos, Albiol, Pepe e Arbeloa; Xabi Alonso, Luka Modric (Essien), Di María, Ozil e Cristiano Ronaldo; Higuaín.

Pelo lado do atual bicampeão alemão, o Borussia Dortmund tenta se manter na liderança do Grupo D e dar importante passo para garantir vaga nas oitavas de final da Liga dos Campeões. O time comandado por Jurgen Klopp precisa de um empate para não perder a primeira colocação, já o terceiro colocado da chave, Ajax, não pode ultrapassá-lo mesmo em caso de vitória sobre o Manchester City, pois soma três pontos na tabela de classificação da competição.

AFP
Ao lado de Grosskreutz e Gotze, Reus é um dos principais responsáveis pela criação de jogadas do Dortmund

O zagueiro Matts Hummels, presente nas campanhas que asseguraram os últimos dois títulos do Campeonato Alemão, espera que o Real Madrid tente vingar a derrota sofrida no Westfalenstadion. Segundo o defensor, o ambiente no estádio Santiago Bernabéu estará diferente para o confronto desta terça-feira.

“Com certeza terão vontade de conquistar vingança, e isso é um objetivo maravilhoso. Não sei o que nos espera no Bernabéu, mas, sem dúvidas, a atmosfera será maravilhosa” disse Hummels, que foi seguido pelo lateral esquerdo Marcel Schmelzer, autor do gol que da vitória no dia 24 de outubro. “Devem estar irritados e tratarão de passar por cima de nós. Vamos resistir isso”, completou.

Jurgen Klopp deve mandar o Borussia Dortmund com força máxima para o duelo com o clube da capital espanhola. A provável escalação da equipe alemã é: Weidenfeller; Piszczek, Subotic, Hummels e Schmelzer; Kehl, Gundogan, Grosskreutz, Reus e Gotze; Lewandowski.

Desfalcado, Manchester City tenta primeira vitória no Grupo B

Atual campeão inglês, o Manchester City não sabe o que é triunfar nesta edição da Liga dos Campeões. O time comandado pelo treinador Roberto Mancini tem como melhor resultado o empate por 1 a 1 com o Borussia Dortmund, já que sucumbiu por 3 a 2 diante do Real Madrid e por 3 a 1 diante do Ajax. O mau retrospecto não desanima a equipe inglesa, que espera reagir no segundo turno.

O Manchester City ocupa a última colocação da chave, com um ponto, e enfrenta o clube holandês nesta terça-feira, às 17h45 (de Brasília), no City of Manchester, com intuito de se manter vivo na briga pela classificação. No entanto, segundo Mancini, o time inglês deve reconhecer que existem equipes mais fortes na briga pelo troféu.

“Há Real Madrid, Barcelona, Bayern de Munique, Milan, Borussia Dortmund, Chelsea, Manchester United. Todos têm mais experiência do que nós. Jogamos a Liga dos Campeões pelo segundo ano consecutivo, provavelmente tenhamos que trabalhar mais para isso, mas também é necessário ter mais sorte no torneio”, frisou o italiano.

Para o confronto com o Ajax, Mancini não contará com os zagueiros Joleon Lescott e Micah Richards, com os meio-campistas James Milner, David Silva e Jack Rodwell, e com o lateral direito Maicon, todos lesionados.

AFP
Ex-treinador da Internazionale, Mancini acredita que outros clubes estão mais preparados que Manchester City

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade