Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( )

Árbitro cita três atletas do Grêmio na súmula por confusão em Bogotá

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Três jogadores do Grêmio correm risco de pegar uma pesada punição em partidas de competições organizadas pela Conmebol. Werley, Léo Gago e Anderson Pico, três dos atletas que cercaram o árbitro Carlos Vera após a partida que culminou na eliminação gremista na Copa Sul-Americana, foram citados na súmula e correm o risco de fora de fora de parte da Libertadores do ano que vem, caso permaneçam no clube gaúcho. Se transferidos, eventual punião também subsitiria.

Aos 46 minutos do segundo tempo, Vera marcou um pênalti duvidoso a favor do Millonarios, originando o gol que deu a vitória ao time colombiano por 3 a 1, causando a eliminação do Grêmio em Bogotá. Após o jogo, vários jogadores do time gaúcho cercaram o juiz, protestando. O meia Elano chegou a agredir um dos assistentes com um chute, pediu desculpas publicamente pelo twitter e acabou poupado na súmula.

Segundo o documento, Werley cuspiu em Vera, Pico o agrediu e Léo Gago o ofendeu. Todos correm risco de sofrer pesada punição. Não seria o primeiro caso de problemas do tipo envolvendo o Grêmio. Em 2002, o goleiro Danrlei agrediu o árbitro em uma partida na primeira fase da Libertadores, contra o 12 de Octubre, do Paraguai. Foi punido pela Conmebol e não atuou mais no torneio continental daquele ano.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade