Futebol/Campeonato Inglês - ( - Atualizado )

Com gol de Dzeko no final, City vira e vence o Tottenham no Inglês

Manchester (Inglaterra)

Em mais um clássico no Campeonato Inglês, o Manchester City venceu o Tottenham, de virada, por 2 a 1, na tarde deste sábado, no Etihad Stadium, em Manchester, pela 11ª rodada. Aguëro e Dzeko marcaram os gols do City, enquanto Caulker descontou para o Tottenham, em jogo importante para a briga pela liderança.

Com este triunfo, o City chegou aos 25 pontos, continuando a seguir o rival Manchester United, o líder do Nacional. Na próxima rodada, o City volta a jogar em casa, mas desta vez contra o Aston Villa. Já o Tottenham, estacionado nos 17 pontos e na sexta colocação, tentará a sua reabilitação em mais um clássico longe de seus domínios, agora contra o Arsenal.

O jogo: o Manchester City, disposto a se esquecer da virtual eliminação na Liga dos Campeões da Europa, tomou uma maior iniciativa no primeiro tempo, com o domínio da posse de bola no meio-campo. No entanto, o último passe do time mandante sofreu com a forte e fechada marcação visitante, que impedia o ataque de Manchester sequer ameaçar a meta defendida por Friedel.

Já o Tottenham apostou nos contra-ataques e na bola parada, e foi justamente desta forma que conseguiu abrir o placar, aos 20 minutos: em cobrança de falta pela direita, Huddlestone mandou para a área, o zagueiro Caulker se antecipou à marcação e cabeceou. O goleiro Hart conseguiu segurar a bola, mas a deixou escapar e viu a sua rede ser balançada.

Este gol animou os londrinos, que quase ampliaram cinco minutos depois, em boa jogada de Huddlestone e Adebayor. Aos poucos, o time de Roberto Mancini foi se recompondo em campo e voltou a dominar o jogo, contando com o sempre bom entrosamento da dupla de ataque argentina Agüero e Tévez. Mesmo assim, a falta de pontaria dos dois foi empecilho para o empate.

AFP
Dzeko marcou o gol do Manchester City aos 43 do segundo tempo e selou a vitória no clássico inglês
Uma polêmica com a arbitragem também prejudicou os ânimos do City, já que o árbitro Michael Oliver deixou de marcar um pênalti quando Gallas tocou com a mão na bola dentro da grande área. O lance acabou gerando muitas reclamações do atual campeão do Campeonato Inglês.

Na etapa complementar, o Manchester City voltou a campo determinado em buscar o empate logo no início. Tendo boas chances, principalmente nos chutes de fora da área, o City igualou o marcador aos 19 minutos: após boa troca de passes na intermediária, Agüero invadiu a área adversária, driblou um marcador e chutou no canto de Friedel para empatar em 1 a 1 o encontro.

Em uma das únicas chances do Tottenham na segunda metade do duelo, Bale fez boa jogada depois de dividida e arriscou forte chute, mas Hart defendeu de forma espetacular, redimindo-se da falha no gol visitante. Enquanto isto, o City, animado com o gol de Agüero, pressionou o time de Londres, mas não teve qualidade o suficiente para furar a marcação.

Quando o jogo se encaminhava para o empate entre as duas partes, a estrela de artilheiro apareceu: Edin Dzeko recebeu bom passe de David Silva e arriscou uma bomba, que morreu no fundo do gol de Friedel, virando a partida para o City e fazendo o Etihad Stadium vibrar aos 43 minutos. Após este tento, o City conseguiu administrar a vantagem nos poucos minutos que restavam.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade