Futebol/Amistoso - ( - Atualizado )

Com Villa capitão pela primeira vez, Espanha goleia o Panamá

Cidade do México (México)

Com uma goleada a favor da Espanha já esperada em amistoso contra o Panamá nesta quarta-feira, a atenção estava voltada para o atacante David Villa. Atuando novamente como titular da seleção após 364 dias, o maior artilheiro da história do país não decepcionou e ajudou a confirmar o favoritismo com um gol na vitória por 5 a 1.

Além do jogador do Barcelona, que atuava pela primeira vez como capitão da Espanha já que Casillas começou no banco, Pedro Rodríguez, duas vezes, Sergio Ramos e Susaeta marcaram no amistoso. Iniesta, com duas assistências, também teve partida de destaque. Gabriel Gomez, com direito a cavadinha, fez de pênalti o gol de honra.

Assim, a Espanha amplia sua invencibilidade em amistosos para oito jogos: o último revés foi sofrido diante da Inglaterra com o placar de 1 a 0 em novembro do ano passado. Além disso, o time venceu seus últimos sete jogos, marcando 24 gols e sofrendo apenas quatro.

O próximo jogo marcado na Espanha será contra a Finlândia pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo no dia 21 de março. Pela Copa Centroamericana, o Panamá volta a campo para enfrentar El Salvador no dia 21 de janeiro.

AFP
Pedro marcou dois dos cinco gols da Espanha
O jogo - Depois de um início de jogo lento, sem lances de destaque nos dez primeiros minutos, a Espanha acelerou o ritmo de jogo. Após Villa assustar pela primeira vez, Pedro abriu o placar aos 16 minutos com uma finalização cruzada após passe em profundidade de Iniesta.

O meia do Barcelona também foi o responsável por iniciar a jogada do segundo gol. Com uma bela jogada individual, o camisa 6 chegou à linha de fundo e rolou para o atacante marcar seu 53º tento pela seleção. Com Gabriel Torres, o Panamá finalizou pela primeira vez aos 32 minutos.

No entanto, o jogo era mesmo da Espanha. Aos 43, Pedro recebeu bom passe em profundidade de Juan Mata na área, driblou Penedo e marcou seu segundo gol. Depois do intervalo, porém, o goleiro panamenho se tornaria um grande obstáculo para os espanhóis.

O arqueiro fez boas defesas em finalizações de Soldado, Villa e Fabregas, além de ver Jesus Navas acertar a trave. No entanto, o goleiro nada pode fazer quando Sergio Ramos acertou seu ângulo esquerdo em cobrança de falta aos 36 minutos.

Susaeta, com Penedo fora do lance, apenas rolou para o gol um cruzamento de Navas três minutos após o quarto gol. Aos 42, o Panamá saiu do zero: Beñat derrubou Barahona dentro da área e Gabriel Gomez, com direito a cavadinha, converteu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade