Futebol/Campeonato Francês - ( - Atualizado )

Fã de Thiago Silva, Gil supera ídolo para triunfar no Valenciennes

Gabriel Carneiro, especial para a GE.net São Paulo (SP)

Após 11 rodadas disputadas do Campeonato Francês, o Valenciennes ocupa a surpreendente quinta posição na tabela de classificação, além de trazer um jogador brasileiro como destaque. Aos 25 anos, o zagueiro Gil, ex-Cruzeiro, finalmente se firmou no futebol europeu como titular da modesta equipe que o contratou em agosto de 2011.

Gil "tem uma coisa" com o Timão

A fase de adaptação do jogador natural de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, não foi fácil. Procurado pela diretoria do Corinthians no início do ano, Gil fez de tudo para ser liberado pelo Valenciennes, mas não conseguiu. Na época, ele, a esposa e o filho pouco sabiam do idioma francês e não tinham nem canais de televisão brasileiros que pudessem se distrair. A boa fase no Nacional, então, é uma prova de superação do próprio atleta.

“É um momento bom, levando em conta tudo aquilo que passei em um passado bem recente. Sofri bastante porque não tinha o mínimo como meu filho estudando, nem TV. Não melhorou 100%, a gente ainda briga contra o frio, mas não baixei a cabeça. Estou fazendo tudo direitinho e dando essa resposta positiva a mim mesmo”, revela Gil, à GE.net, uma semana depois de ter sido considerado pelo diário L’Equipe como melhor zagueiro da temporada.

AFP
Gil ainda não encontrou o ídolo Thiago Silva na França, mas já enfrentou grandes clubes como o Lyon
A média de notas de Gil é 6,09, apenas um décimo atrás de Chedjou, do Lille, que o ultrapassou na 11ª rodada. Outros brasileiros, como Alex e Thiago Silva, do novo-rico Paris Saint-Germain, não estão relacionados nem entre os cinco primeiros. De acordo com Gil, fã de carteirinha do ex-zagueiro do Milan, é uma questão de tempo para que a equipe líder do Campeonato Francês tenha o capitão da Seleção Brasileira como um dos principais nomes da competição.

“Ainda não cheguei a encontrá-lo aqui na França, mas a admiração continua, por eu ser de Campos, próximo ao Rio, e tê-lo visto jogando pelo Fluminense. Ficou uma admiração pelo futebol, pela pessoa que ele é. Isso aí (ranking) é porque ele chegou agora, mas está em uma grande equipe. Tudo é trabalho, e para mim é procurar fazer sempre o melhor durante os jogos, treinamentos, para estar sempre na melhor forma”, aponta Gil, confortável para aconselhar Thiago Silva.

Apesar da valorização do Campeonato Francês, Gil reconhece que precisa de um ‘passo maior’ para disputar uma vaga na Seleção Brasileira. Com uma possível proposta do Corinthians para 2013 e a vitrine oferecida pelo Valenciennes, ele sabe que deve mudar de endereço em breve: “Oportunidades, quando vêm, temos que aproveitar. Estou me empenhando ao máximo para, quem sabe, jogar em um centro com mais visibilidade”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade