Futebol/Seleção Brasileira - ( - Atualizado )

Hulk e Adriano são cortados de amistoso da Seleção com a Colômbia

Rio de Janeiro (RJ)

O lateral Adriano, do Barcelona, e o atacante Hulk, do Zenit, foram cortados pela CBF do amistoso entre a Seleção Brasileira e a Colômbia, no dia 14 de novembro, em Nova Jersey, Estados Unidos. Os dois atletas tiveram lesões musculares diagnosticadas e não terão tempo hábil para recuperar a forma física antes da partida entre as equipes sul-americanas.

O veto aos jogadores veio assim que o médico da CBF, Edílson Thiele, recebeu os exames finais da dupla. O especialista entendeu que expor os atletas aos 90 minutos de uma partida poderá agravar ainda mais os quadros clínicos de ambos. Além disso, o risco de sofrer uma lesão mais grave seria ampliado consideravelmente.

A entidade ainda não informou quais serão as medidas adotadas pelo técnico Mano Menezes daqui para frente. O treinador não costuma chamar substitutos para ocupar o lugar de jogadores lesionados e ainda não tomou um parecer oficial com relação a Adriano e Hulk. A tendência é que a lista de convocados siga o padrão estabelecido e não sofra qualquer mudança drástica.

Com uma ruptura no músculo adutor da perna direita, Adriano vem desfalcando o Barcelona nas últimas rodadas do Espanhol e da Liga dos Campeões. A sua ausência no plantel brasileiro fará de Fábio Santos o único atleta relacionado para ocupar este posto no gramado, uma vez que Marcelo, do Real Madrid, também está machucado.

Já o atacante Hulk apresentou uma contusão no músculo posterior da coxa e deixará a sua vaga entre os titulares para Leandro Damião. O jogador tem a confiança de Mano Menezes para ser o principal centroavante da equipe e exercer a função de pivô para as chegadas de Neymar, Kaká e Oscar ao ataque.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade