Futebol/Liga dos Campeões - ( - Atualizado )

Manchester City enfrenta o Real Madrid visando recuperação histórica

Manchester (Inglaterra)

O Manchester City terá uma dura missão pela frente para provar que tem força continental. A equipe precisa derrotar o Real Madrid nesta quarta-feira, às 17h45 (de Brasília), para se manter vivo no Grupo D da Liga dos Campeões.

Desde que surgiu como potência inglesa após ser comprado pelo Sheikh Mansour bin Zayed Al Nahyan, o City acumula fracassos em competições europeias. Não passou da fase de grupos na segunda Liga dos Campeões de sua história, no ano passado, e foi eliminado nas oitavas de final das edições de 2010-11 e 2011-12 da Liga Europa por Dinamo Kiev e Sporting Lisboa, respectivamente.

Agora, para evitar nova eliminação na primeira fase, o atual campeão inglês precisa obrigatoriamente de uma vitória sobre o Real Madrid em casa. O time de Manchester soma dois pontos na lanterna do Grupo D, enquanto Borussia Dortmund, com oito, e os merengues, com sete, ocupam a zona de classificação. O Ajax aparece em terceiro com quatro pontos.

Para se manter vivo, o City precisa de uma recuperação só vista duas vezes na história da Liga dos Campeões. Só Lokomotiv Moskow, em 2002-03, e Porto, em 2004-05, se classificaram após somarem dois ou menos pontos nos quatro primeiros jogos da competição europeia.

AFP
Ídolo do Atlético de Madri, o argentino Kun Aguero busca sua primeira vitória sobre o Real
Para isso, o técnico Roberto Mancini conta com o retorno de lesão do meia francês Samir Nasri e do volante inglês Jack Rodwell, mas não terá o lateral francês Gael Clichy, que se lesionou na goleada por 5 a 0 sobre o Aston Villa pelo Campeonato Inglês.

Além de vital para os citizensna Liga dos Campeões, o jogo tem uma importância especial para um dos principais jogadores da equipe inglesa: Kun Aguero. O atacante passou cinco temporadas no Atlético de Madri antes de chegar ao City, mas nunca derrotou o rival Real Madrid.

“Sempre é especial enfrentar um time como o Real Madrid, ainda mais considerando minha conexão com o Atlético de Madri, que dá um significado especial ao jogo. Precisamos vencer esse jogo e provar que temos um grande time”, declarou o argentino.

Então lesionado, Aguero não participou da primeira partida entre os dois pela Liga dos Campeões, mas o jogo não teria findado seu jejum contra os merengues. A partida terminou com vitória de virada do Real Madrid por 3 a 2 no Santiago Bernabeu.

No Real Madrid, o objetivo é retomar a liderança do grupo. Após enfrentar o Borussia Dortmund duas vezes nos últimos jogos, a equipe permitiu que o adversário alemão a ultrapasse com uma vitória por 2 a 1 e um empate por 2 a 2.

O jogo tem ainda um valor especial para o técnico José Mourinho. O português se tornará o mais jovem técnico da história a acumular 100 jogos na Liga dos Campeões. Além dele, apenas o italiano Carlo Ancelotti, o francês Arsene Wenger, o alemão Ottmar Hitzfeld e o escocês Alex Ferguson atingiram o feito.

O treinador não levou em consideração a posição da tabela do Manchester City para comentar a respeito da partida, valorizando a força do campeão inglês. “Antes do início da Liga dos Campeões, era um dos favoritos. Pode ficar de fora na fase de grupos, assim como um time imprevisível pode se sagrar campeão, mas isso são coisas do futebol”, declarou.

Mourinho conta com o elenco completo com exceção de Marcelo, lateral esquerdo da Seleção Brasileira, e o atacante argentino Gonzalo Higuaín, lesionados. No lugar dos jogadores, atuam o português Fábio Coentrão, recuperado de lesão, e o francês Benzema, que marcou dois gols na goleada da equipe por 5 a 1 sobre o Athletic Bilbao no último jogo do Campeonato Espanhol.

AFP
Mais jovem técnico a chegar nos 100 jogos pela Liga dos Campeões, Mourinho ressaltou a força do Manchester City

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade