Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Para Luxemburgo, desgaste foi decisivo para eliminação gremista

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O desgaste devido ao acúmulo de jogos e o cansaço pelo fato de a partida ter sido realizada na altitude de Bogotá foram dois dos motivos citados pelo técnico Vanderlei Luxemburgo como primordiais para a eliminação do Grêmio na Copa Sul-americana. Segundo o treinador, isto ficou evidenciado no fato de a equipe ter começado bem a partida, saído na frente, mas sofrido três gols no segundo tempo.

“Tivemos um primeiro tempo muito bom, mas aí começamos a errar passes. Quando se erra na altitude o desgaste é muito grande. Sentimos também o cansaço após o jogo com o São Paulo e a viagem longa. Tivemos dificuldades de raciocinar no segundo tempo e aceitamos o crescimento do Millonarios. É lamentável, mas não podemos sair daqui abalados. Perdemos a classificação, mas a vida segue”, ponderou.

AFP
Depois de descartar influência da altitude, Luxa lamentou os erros causados pelo desgaste físico
Apesar de ter um pênalti duvidoso marcado contra seu time aos 46 minutos do segundo, Luxa evitou culpar a arbitragem pela derrota: “não vou colocar a culpa na arbitragem. Ela acerta e erra, isso pertence ao futebol. A classificação estava praticamente garantida com o 1 a 0, nós tínhamos que agredir mais. Faltou força, ficamos muito lá atrás”.

Com a eliminação, o Grêmio fecha 2012 sem nenhum título, o que, para Luxemburgo, não é motivo para reprovar o desempenho na temporada: “nosso grande objetivo este ano era chegar à Libertadores, e nós conseguimos. Dentro do trabalho, da forma como ocorreu, acho que o ano foi bom. Poderia ter sido melhor, mas foi bom. Nos jogos decisivos nos faltou alguma coisa, o que mostra que a equipe ainda não está pronta. Mas estamos no caminho certo e fazendo um grande trabalho”, avaliou o técnico.

Fora da Sul-americana, o Grêmio agora foca seus esforços em terminar o Brasileirão na vice-liderança, o que lhe dará vaga direta na fase de grupos da Libertadores do ano que vem. Domingo, a equipe visita a Portuguesa, no Canindé. No momento, os gaúchos estão com 64 pontos, um à frente do Atlético-MG, o rival direto pelo vice-campeonato.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade