Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Raymond Domenech culpa Anelka e Ribéry por fiasco francês em 2010

Paris (França)

Nesta quarta-feira, o ex-técnico da seleção da França Raymond Domenech lançará o livro "Tout seul" (Tudo sozinho). Na publicação, o treinador revela bastidores da fracassada campanha dos Azuis na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

O comandante afirma que Anelka não fazia nada pelos outros, parecendo nem se importar com a eliminação da França no Mundial. Para Domenech, faltou "consciência" ao jogador.

“Ele não faz nada pelos outros. Durante o treinamento de 16 de junho, ele jogou andando. No intervalo do jogo contra o México, ele me insultou enquanto eu não deixei de lutar por ele e com ele. Ele jogou sua carta pessoal, como sempre. Ele matou o grupo. Após a partida, ele ria com Gallas. Que inconsciência. Eles estavam felizes com a derrota? Ele não veio se desculpar à frente do grupo”, escreve o técnico francês.

AFP
Em livro, Domenech lamenta campanha do Mundial de 2010 e culpa Ribéry, Anelka e Henry pelo fracasso
Outro que é apontado como culpado por Domenech é Ribéry. O autor conta que confiou no jogador como em um "assistente técnico", como quem dá as chaves de sua casa casa a alguém. No entanto, o selecionador ficou decepcionado.

“O pior foi o olhar de Franck Ribéry. Eu posso parecer teatral demais, mas vi nos olhos dele o ódio, o desprezo e o ciúme. Ele é parecido com o Anelka e o Henry: tudo gira em torno de seu umbigo. Assim que tudo emperra, eles são os primeiros a abandonar o barco. Um jogador, em 2008, me preveniu sobre Ribéry. Que tolo eu fui”, lamenta.

O livro ainda traz revelações sobre Henry e Gourcuff e mais detalhes dos bastidores do fiasco da seleção francesa, que não passou da fase de grupos, em uma das campanhas mais vexatórias de sua história.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade