Futebol/Amistosos - ( - Atualizado )

Renovada com Deschamps, França vence nova geração da Itália em Parma

Parma (Itália)

Finalistas da Copa do Mundo de 2006, Itália e França se cruzaram novamente nesta quarta-feira, no estádio Enio Tardini, em Parma, onde Valbuena e Gomis deram vitória aos visitantes diante da nova geração da Azzurra, que manteve jogadores experientes como Pirlo e Buffon no banco de reservas, mas deu sequência ao mau momento em amistosos internacionais com a derrota por 2 a 1.

Renovada sob o comando do ex-jogador Didier Dechamps, a seleção francesa abriu o confronto correndo atrás da dupla El-Shaarawy e Balotelli, que trocava passes com precisão e incomodava o gol de Lloris no início da partida. Com mais posse de bola e jogando para cima, a Itália arriscou as primeiras chances, com Balotelli, aos cinco minutos, em chute de fora da área, e aos nove, quando o atacante do Manchester City acertou o travessão francês.

Organizador de jogadas da Itália, o jovem Veratti, de 20 anos, titular do Paris Saint-Germain na temporada 2012-2013, iniciou, aos 34 minutos, a jogada que culminou no primeiro gol da nova geração dirigida por Cesare Prandelli. Logo depois de uma oportunidade perdida por Valbuena, Barzagli lançou Balotelli em velocidade e a bola acabou chegando aos pés de Montolivo, que encontrou El-Shaarawy em boa posição para abrir o placar e marcar seu primeiro gol com a camisa da Azzurra.

AFP
El-Shaarawy marcou seu primeiro pela Itália nesta quarta-feira, quando fez dupla de ataque com Mario Balotelli
A partir do lance de gol, a objetividade dos italianos não se repetiu e a França não demorou a equilibrar a partida. Menos de dois minutos depois de sofrer o gol, Valbuena fintou dois rivais pela esquerda do campo de ataque e bateu forte, colocado, no ângulo de Sirigu, o substituto de Buffon, para marcar um belo gol e igualar a contagem.

Após a resposta rápida, a partida seguiu truncada até o fim do primeiro tempo. Na etapa complementar, a Itália fez quatro alterações, mas a experiência internacional dos jogadores que entraram, como Bonucci e Pirlo, não fez diferença a favor dos donos da casa, que acabaram tendo que olhar os visitantes trocarem passes no campo de ataque. Aos 18 minutos, Deschamps trocou Giroud e Ribéry por Gomis e Menez, mudando a forma de jogar da seleção francesa.

Menos de dois minutos depois das alterações, Deschamps brilhou sua estrela e renovou o ânimo francês: após boa jogada de Menez pela esquerda, Evra recebeu o passe e bateu rasteiro. Na sobra, Gomis completou a gol e deu a vitória aos franceses, que haviam vencido a Itália fora de casa pela última vez em 1994, por 1 a 0, com gol de Youri Djorkaeff. Desde então, as duas seleções haviam se enfrentado apenas uma vez em solo italiano.

AFP
Deschamps colocou Menez e Gomis em campo no segundo tempo: os dois fizeram toda a jogada do 2º gol

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade