Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

São-paulinos esperam mais pressão sobre La U em 'Morumbi menor'

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Nem tudo é desvantagem para o São Paulo na mudança do Morumbi para o Pacaembu. Por ser mais acanhado, o estádio municipal permite à torcida ficar mais próxima do campo.O que para a Universidad de Chile será pior do que se a partida, marcada para as 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira, fosse na casa do clube brasileiro.

"Muda um pouco, estamos acostumados a jogar no Morumbi, em que o campo é um pouco maior. Mas no campo do Pacaembu é legal porque a torcida fica mais perto, pode pressionar mais a equipe adversária. É importante jogar com a torcida do nosso lado", lembra Lucas.

"Espero que eles (jogadores adversários) sintam, que nossa torcida compareça em peso para nos ajudar até o último minuto. É sempre muito complicado jogar com torcida contra. Esse não vai ser o fator principal para nossa classificação, mas com certeza pode ajudar bastante", completa o meia-atacante.

Até o fim da tarde de terça-feira, haviam sido vendidos 28 mil ingressos. Expectativa, portanto, de casa cheia depois de o São Paulo ter encaminhado a classificação à semifinal ao derrotar La U por 2 a 0, em Santiago.

"Não está nada definido. Vamos respeitá-los da mesma forma que os respeitamos no Chile, são os atuais campeões da Sul-americana, mas temos totais condições de fazer com que o Pacaembu vire o Morumbi para conseguirmos a vaga", destaca o volante Denilson.

O retrospecto no estádio municipal é bom. Em mil jogos lá - o último foi na virada por 2 a 1 sobre o Corinthians, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, com dois gols de Luis Fabiano -, o São Paulo acumula 549 vitórias, 223 empates e 228 derrotas, além de seis títulos paulistas (1943, 1945, 1946, 1948, 1949 e 1957).

"No Morumbi, você tem espaço para envolver a equipe adversária com um bom toque de bola. Em um campo menor, o jogo fica mais pegado, o adversário vem para cima. Você tem que estar precavido. O bom que dá para ouvir um ao outro", compara o lateral direito Douglas, mantido no time devido à ausência de Paulo Miranda, que vem sendo desfalque após sofrer entorse no joelho esquerdo.

Também sem o atacante Osvaldo, vetado em função de dores no músculo adutor da coxa esquerda, o São Paulo titular no Pacaembu será Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denilson, Maicon e Jadson; Lucas e Luis Fabiano.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade