Futebol/Superclássico das Américas - ( - Atualizado )

Com Fred e Neymar, Seleção finaliza preparação para o Superclássico

Edoardo Ghirotto, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

A tranquilidade que pairou sobre a cidade de São Paulo no feriado desta terça-feira também esteve presente nos treinos que finalizaram a preparação da Seleção Brasileira para o jogo com a Argentina, nesta quarta-feira, no estádio La Bombonera. A calmaria vista no CT Joaquim Grava, do Corinthians, levou o técnico Mano Menezes a esconder boa parte das atividades táticas e dar indícios de que a sua equipe voltará a ter dois atacantes para Fred buscar o bicampeonato no Superclássico das Américas.

Contando apenas com jogadores que atuam no futebol nacional, o treinador subiu com o elenco às 10 horas para o gramado e organizou uma roda de toques rápidos para o aquecimento dos atletas. Em seguida, a Seleção enfrentou o forte calor paulistano em um trabalho organizado na metade de um dos campos do centro de treinamento e só foi exigida taticamente no coletivo apitado pelo próprio Mano Menezes.

A fim de corrigir erros de posicionamento, o treinador parou a atividade por diversas vezes e procurou orientar os atletas que não usavam coletes. Diferente do esquema tático utilizado nas últimas partidas do time canarinho, o técnico armou a equipe titular com duas linhas de quatro e apostou na entrada de Fred para formar dupla de ataque ao lado de Neymar.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Mano Menezes mexeu insistentemente no seu time e manteve apenas Neymar e Fred entre os titulares
O meio-campo contou com a presença dos volantes Ralf e Paulinho, sendo que Arouca e Jean alternaram na vaga restante. Enquanto isso, Thiago Neves era o único homem de armação para ligar a defesa ao ataque. Na zaga, o santista Durval e o atleticano Leonardo Silva também se revezaram no posto deixado pelo lesionado Dedé. A dúvida permaneceu nas laterais, uma vez que Mano Menezes testou todos os jogadores da posição e confirmou o goleiro Diego Cavalieri no lugar de Jefferson.

O Brasil venceu o primeiro encontro com a Argentina por 2 a 1, no Serra Dourada, em Goiânia, e poderá empatar o duelo desta quarta-feira para levar o título do Superclássico. Já o time de Sabella precisará de um triunfo por dois gols de diferença para sair de La Bombonera com o troféu. O encontro só será decidido nos pênaltis caso os 'hermanos' consigam uma vitória pelo placar mínimo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade