Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Com vaga, São Paulo larga Brasileiro e foca título sul-americano

Tossiro Neto São Paulo (SP)

A vaga para a Copa Libertadores, assegurada no domingo, com duas rodadas de antecedência, deu grande alívio ao São Paulo. Enfim a equipe pode esquecer o Campeonato Brasileiro para se focar apenas na disputa do título da Sul-americana, torneio que vem disputando paralelamente desde o começo de agosto.

"Em momento nenhum abrimos mão das duas competições. O tempo todo falamos da possibilidade de conquistar um título nesta temporada e encaramos as duas com seriedade desde o início, pela nossa competência. Conseguimos levar as duas competições até aqui sem falar em prioridade", valorizou o técnico Ney Franco, após a vitória por 2 a 1 sobre o Náutico, no Morumbi.

O time tricolor está garantido por ter chegado a 62 pontos, oito a mais do que o Botafogo, então último concorrente capaz de tirá-lo do G-4. Restando seis pontos em disputa no Brasileiro, o modo como o São Paulo retornará à Libertadores, porém, ainda não está definido.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Garantida a vaga, caminho são-paulino fica livre para a busca do título inédito da Copa Sul-americana
Enquanto a terceira e a quarta colocações classificam para a pré-Libertadores, a vice-liderança – ainda possível, pois o Grêmio foi a 67 pontos – coloca o clube diretamente na fase de grupos. Ainda assim, os são-paulinos consideram muito difícil tomar a segunda posição dos gremistas, até porque, entre eles, há o Atlético-MG.

"Vamos voltar as atenções todas para a Sul-americana, porque não faz diferença terminar em terceiro ou quarto lugar", antecipou Ney Franco, que provavelmente usará as duas últimas partidas do Brasileiro (contra Ponte Preta e Corinthians) para lançar garotos das divisões de base e experimentar reservas.

Na Sul-americana, o próximo compromisso será nesta quinta-feira, quando o São Paulo enfrenta a Universidad Católica, em Santiago, pela semifinal. Com quatro vitórias e dois empates, o time brasileiro chega credenciado por ter eliminado na fase anterior outro clube chileno, o Universidad de Chile.

Tricampeão da Libertadores (1992, 1993 e 2005), o Tricolor jamais conquistou a Sul-americana. Em seu rol de troféus, além os três da principal competição da América, consta outra destacada taça sul-americana, a da extinta Conmebol, conquistada em 1994.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade