Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

CRB supera apagão, vence Grêmio-SP e se mantém vivo na Série B

Maceió (AL)

Em duelo de desesperados na Série B do Campeonato Brasileiro, CRB e Grêmio-SP se enfrentaram na noite desta sexta-feira, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), e os donos da casa se aproveitaram do fato de atuarem diante de sua torcida e derrotaram o lanterna do campeonato pelo placar de 2 a 1, encerrando um jejum de oito jogos sem triunfos em casa e 11 na competição nacional.

Em partida marcada por apagão nos refletores logo no início do primeiro tempo, os gols do vitória alagoana foram anotados por Denílson, aos 53 minutos da etapa inicial, e Geovani. O volante Alê, já nos instantes finais, descontou para os paulistas.

Com o resultado, o CRB sobe para 33 pontos e reacende as esperanças de escapar do rebaixamento. Já o Grêmio-SP segue na última colocação da tabela, com somente 26 pontos, e praticamente já está com os dois pés na Série C do Brasileirão.

Arte GE.Net
O jogo – A partida não começou nada bem no Rei Pelé e, logo aos três minutos, os refletores do estádio se apagaram, atrasando o jogo. A partida só foi ser recomeçada aos 19 minutos.

Com a partida normalizada, o CRB marcava muito forte e não deixava o Grêmio-SP jogar. O time da casa dominava o confronto, não deixava a equipe paulista jogar, mas também não criava reais chances de perigo.

E aos 31 minutos, foi o Grêmio-SP que levou perigo ao gol de Criatiano. Rafael Chorão cruzou da esquerda e Marcelinho cabeceou perto da meta defendida pelo CRB. Nem mesmo depois da investida inicial do time de Barueri o panorama do jogo mudou. O CRB seguia liderando as ações, e os visitantes seguiam tentando o contra-ataque.

E quando parecia que o jogo iria para o vestiário sem gols, Denílson recebeu passe de Luiz Paulo e finalizou de esquerda, direto para as redes do gol defendido por Rafael: 1 a 0 para o CRB. Depois de sofrer o gol, o Grêmio-SP começou a tentar lançar a bola para o campo de ataque. Mas foi o CRB que voltou a ter grande oportunidade.

Aos 61 minutos da etapa inicial, Ronaldo girou na marcação paulista e chutou forte, mas o goleiro Rafael se esticou todo para fazer grande defesa e evitar o segundo gol da equipe de Barueri.

Ainda havia tempo para mais emoção no primeiro tempo. Depois de boa troca de passes no campo de ataque, Magrão recebeu a bola de frente para o goleiro Cristiano e acertou o chute, mas, assinalando impedimento, o árbitro anulou o que seria o gol de empate do Grêmio-SP. O jogo foi para o intervalo com vantagem dos alagoanos.

Na volta dos vestiários, o técnico Roberval Davino foi obrigado a tirar Denílson e colocar Ricardinho em seu lugar. O autor do gol do CRB não aguentou a contusão na perna sofrida no lance que abriu o placar para o time da casa.

Aos sete minutos, quase que o CRB ampliou a vantagem. Depois de uma bela troca de passes, Jadílson recebeu na cara do gol, mas, desequilibrado, finalizou para fora. Vencendo o jogo, o CRB dominuiu o ritmo e começou a deixar o Grêmio-SP jogar. Aos 14 minutos, Marcelinho chutou prensado, em cima da zaga alagoana, mas Ednei afastou o perigo da área.

Mas, aos 18 minutos, a situação ficou ainda mais crítica para os visitantes. Gleidson chegou até a linha de fundo e rolou para trás. Geovani, que havia acabado de entrar em campo no lugar de Ronaldo, finalizou forte, sem chances para o goleiro Rafael: 2 a 0 para o CRB.

Quando tudo já parecia suficientemente complicado para o Grêmio-SP, o zagueiro Alex Lima tratou de deixar as coisas ainda piores e foi expulso, após falta em cima de Luiz Paulo. Os paulistas estavam com dois gols de desvantagem e um jogador a menos.

Três minutos depois de sofrer o gol, o Grêmio-SP quase conseguiu um sopro de vida no jogo. Anderson Salles cobrou falta da entrada da área, no canto esquerdo de Cristiano e quase diminuiu a desvantagem do Grêmio-SP.

Totalmente desesperados, os visitantes tentavam ir para o ataque de qualquer maneira. E aos 27 minutos, mais uma chance de perigo para o time paulista. William Henrique ficou cara a cara com Cristiano, mas o arqueiro do CRB fez grande intervenção. Insistindo na pressão, os paulistas conseguiram diminuir o placar em forte chute do volante Alê, aproveitando confusão na área do Galo da Pajuçara.

Já nos acréscimos, o meia Geovani quase marcou mais um, mas o goleiro Rafael voou bonito no ângulo e mandou para escanteio. Os alagoanos ainda balançaram a rede, mas a arbitragem anulou corretamente o gol de Ricardinho. Sabendo da importância de um possível empate, o técnico Roberto Cavalo se descontrolava no banco de reservas, mas não conseguiu animar seus jogadores na busca pelo resultado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade