Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Cruzeiro assina parceria de 25 anos para mandar jogos no Mineirão

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, e o diretor-presidente do consórcio Minas Arena, Ricardo Barra, assinaram, nesta quarta-feira, no Mineirão, um acordo com vigência de 25 anos para a Raposa jogar como mandante no Mineirão e explorar comercialmente o estádio durante suas partidas. A solenidade contou ainda com a presença de diversos diretores do Cruzeiro, dos ex-jogadores Raul e Zé Carlos e do Secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo Tiago Lacerda.

Pelo contrato, além da venda de ingressos, o Cruzeiro terá também um percentual do estacionamento e dos bares e contará ainda com três camarotes, um bar temático, uma loja oficial e um espaço para a criação de um memorial do clube no estádio.

“Acertamos um contrato que vai vigorar por 25 anos e que irá mudar a vida do Cruzeiro. Estou emocionado em ver essa obra praticamente pronta, praticamente acabada, e a honra e a primazia de assinar, em nome do Cruzeiro, esse contrato para a utilização do estádio”, declarou o presidente, Gilvan de Pinho Tavares.

“A Copa do Mundo do Brasil terá em Belo Horizonte, em Minas Gerais, um de seus pilares, porque seguramente nós teremos aqui, o melhor estádio do Brasil, que é a casa do Cruzeiro”, alfinetou Gilvan Tavares, em referência ao arquirrival Atlético-MG, que fez parceria semelhante, mas no estádio Independência.

O diretor-presidente do Minas Arena, Ricardo Barra, comemorou bastante a assinatura do contrato com os cruzeirenses e o profissionalismo demonstrado pela diretoria celeste durantes as negociações. “É uma alegria muito grande para a gente saber que o Cruzeiro aposta no nosso trabalho, e nos confiou essa fidelização por 25 anos. Gostaria de agradecer ao presidente que tratou o assunto desde o início, para que a gente possa devolver o estádio ao futebol mineiro de forma adequada”, afirmou.

O Secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo Tiago Lacerda enalteceu a importância do acordo para o futebol mineiro e ratificou o encerramento das obras do estádio para o dia 21 de dezembro e a possibilidade de o jogo inaugural ser no dia 27 de janeiro.

“Queremos que o Mineirão seja o palco da volta da família aos estádios e é com muito orgulho e muita alegria que o governo vê esse acordo entre Cruzeiro e Minas Arena. Gostaria de parabenizar a postura do presidente do Cruzeiro nessas negociações de altíssimo nível”, disse.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade