Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Cumprindo tabela, Muricy aponta omissão da arbitragem no Bezerrão

Gama (DF)

Derrotado no Bezerrão mesmo contando com a maioria da torcida a seu favor na cidade do Gama, o técnico Muricy Ramalho evitou apontar culpados, mas deixou claro que a arbitragem pode ter prejudicado o Santos neste sábado, na derrota por 2 a 1 diante do Atlético-GO. Na visão do comandante santista, Émerson de Almeida Ferreira deixou de marcar uma série de faltas para sua equipe, que sofreu gols nos últimos minutos e acabou superada.

A principal reclamação de Muricy é a respeito de uma falta cometida pelo zagueiro Gustavo, aos 43 minutos do segundo tempo, sobre Victor Andrade, que havia entrado em campo vinte minutos antes. “A entrada no moleque foi perigosa, passou dos limites. O rapaz entrou forte. Ainda bem que ele subiu um pouquinho e pegaram ele no alto, senão seria muito perigoso”, disse o treinador, acompanhando o discurso de Neymar contra a arbitragem.

“É difícil ficar falando só de arbitragem, senão a gente acaba pondo a culpa na arbitragem. Isso não nos absolve da derrota. Acho que o Santos jogou bem até tomar o gol do empate, depois parou. A gente não merecia melhor sorte no segundo tempo porque atuamos bem diferente da semana passada”, resumiu o treinador santista, insatisfeito pela derrota no Bezerrão e pela falta de ambições do Santos, que apenas cumpre tabela na reta final do Campeonato Brasileiro.

Após a goleada por 4 a 0 aplicada sobre o Cruzeiro na última rodada, em pleno Independência, a expectativa santista era de vitória fácil sobre o já rebaixado Atlético-GO. Após a derrota, o Santos retorna a São Paulo ainda na noite deste sábado, tanto que a entrevista coletiva de Muricy foi concedida em apenas cinco minutos, na beirada do gramado. O próximo desafio será diante do Figueirense, no próximo sábado, na Vila Belmiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade