Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

De olho em 2013, Felipe Anderson espera boa atuação perto de casa

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Com o Santos visando a montagem de um elenco mais fortalecido para a próxima temporada, o meia Felipe Anderson espera aproveitar as últimas rodadas do Campeonato Brasileiro para mostrar ao técnico Muricy Ramalho que tem condições de ser titular da equipe em 2013. Motivado, o jovem meio-campista espera brilhar nestes confrontos que ainda restam pela Série A, começando pela partida contra o Atlético-GO, neste sábado, a partir das 19h30 (horário de Brasília), no Estádio Bezerrão.

O jogo reserva um sentimento especial para Felipe Anderson, que pela primeira vez poderá atuar perto da sua terra natal. O atleta, que nasceu em Brasília, está ansioso para atuar no Gama, cidade ao lado da capital do país, e que pertence ao Distrito Federal.

“Vai ser uma partida especial, com certeza. Eu sempre vivia acompanhando o Brasiliense e o Gama, torcendo para que eles subissem para primeira divisão, pois assim os meus familiares e amigos poderiam me ver jogar. Além disso, eu nunca joguei lá. Eu só assistia aos jogos das equipes da região. Por isso, atuar lá vai ser uma felicidade muito grande. Tem muita gente que vai para me ver jogar e será uma emoção muito grande, única”, disse Felipe Anderson.

Já sobre a disputa pela titularidade no ano que vem, o meia, que foi o jogador que mais defendeu o clube praiano no Brasileirão, tendo atuado 31 vezes no torneio, não teme o aumento da concorrência na posição.

Nenê, do Paris Saint-Germain(França), Renato Augusto, do Bayer Leverkusen (Alemanha), e Diego Souza, do Al-Ittihad (Arábia Saudita), atualmente são os nomes mais comentados nos bastidores da Vila Belmiro, como principais candidatos para vestir a camisa 10 alvinegra no próximo ano.

Os nomes de peso cogitados não abalam a confiança de Felipe Anderson. “Esse é um assunto que cabe a diretoria e ao treinador. Eles devem analisar e eu estou aqui para jogar futebol. Faço o que me pedem, com muito amor e vontade. Creio que tenho conquistado o meu espaço, tendo em vista que sou um dos que mais jogou pelo Santos no campeonato. E eu vou continuar fazendo o meu melhor. Vou buscar o meu espaço a cada dia. Aqui ninguém tem lugar garantido. Além disso, não quero ficar pensando que se alguém chegar eu vou para o banco”, encerrou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade