Futebol/Bastidores - ( )

Desafeto de Valdívia, Claudio Borghi é demitido da seleção chilena

Saint Gallen (Suíça)

Escolhido para dar sequência ao belo trabalho de Marcelo Bielsa na seleção chilena, o também argentino Claudio Borghi foi demitido nesta quarta-feira. Após ver seu time ser derrotada por 3 a 0 pela Sérvia em amistoso internacional, o treinador se reuniu com dirigentes da Associação Nacional de Futebol Profissional (ANFP) e se desligou do selecionado do Chile.

Com cinco derrotas seguidas, sendo três pelas Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014, o técnico deixa a equipe na sexta colocação. Em mais de um ano no cargo, Borghi não conseguiu repetir o desempenho da era ‘El Loco’ Bielsa tanto nos resultados, quanto no estilo de jogo.

Afastado da seleção desde novembro do ano passado, quando se atrasou para treino por ter exagerado na festa de batismo de um de seus filhos, o palmeirense Jorge Valdivia agora tem as esperanças renovadas para voltar a ser convocado. Ausente na luta do Palmeiras contra o rebaixamento devido a uma lesão no joelho, o Mago era titular de Borghi, que se mostrou decepcionado com as atitudes do camisa 10 do Verdão.

Além do meio campista, Jean Beausejour, Arturo Vidal, Carlos Carmona e Gonzalo Jara também foram punidos na ocasião. Para a vaga de Claudio Borghi, outro argentino e discípulo de Bielsa deve ser escolhido. Campeão da última Copa Sul-americana com a Universidad de Chile, Jorge Sampaoli é querido pelos chilenos e admitiu que gostaria de comandar a seleção do país.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade