Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Elenco se anima com retomada da estabilidade na defesa do Timão

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

A consistência na marcação foi apontada como o grande trunfo do Corinthians na conquista da Copa Libertadores da América. Porém, depois do torneio continental, o time sofreu um abalo no setor e passou a preocupar o técnico Tite. A estabilidade só voltou nas duas rodadas passadas do Campeonato Brasileiro, o que deu um alívio ao elenco.

“É bacana a equipe mostrar agora a consistência que tinha na Libertadores. Nos dois jogos passados, demonstramos o mesmo tesão de não tomar gol. Nos quatro jogos até o fim do campeonato, queremos retomar o padrão de jogo para chegarmos afiados a dezembro”, afirmou o lateral esquerdo Fábio Santos.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Zagueiro Paulo André elogia disposição da equipe toda em ajudar na marcação no Corinthians
O Corinthians recebeu novamente elogios na defesa nas vitórias sobre Vasco (1 a 0) e Atlético-GO (2 a 0). O zagueiro Paulo André, que substituiu Leandro Castán depois da conquista da Libertadores, explica que o time tem consciência da necessidade de todos ajudarem a desarmar os oponentes.

“Nós falamos de defesa com 11 jogadores, não são mais só quatro. O sistema defensivo está pronto para o Mundial e estamos jogando assim há muito tempo, mas é claro que sempre dá para melhorar um pouco mais”, ponderou.

Já Fábio Santos ainda elogia a capacidade da equipe de se reerguer mesmo quando sofre gols. “O Tite sempre pede para estarmos preparados a todas as situações. Na maioria das vezes em que tomamos gol, não desmontamos em campo. Só sofremos quatro na Libertadores e vamos buscar essa marcação forte, com a saída rápida”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade