Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Grêmio vai a Bogotá em busca de vaga na semi da Copa Sul-Americana

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O Grêmio fará, nesta quinta-feira, uma das partidas mais importantes da temporada. Em Bogotá, o Tricolor Gaúcho enfrenta o Millonarios, valendo vaga na semifinal da Copa Sul-americana, última chance de título para a equipe no último ano de vida do Estádio Olímpico. O jogo ocorrerá no Estádio El Campín, às 22h15, horário de Brasília.

A vantagem de 1 a 0 obtida no jogo de ida, em Porto Alegre, dá ao Grêmio a chance de se classificar com um empate ou até mesmo com derrota por diferença mínima, caso a equipe marque ao menos um gol. A boa notícia para a torcida gremista é que o time está invicto há 15 jogos (são mais de dois meses sem perder um jogo sequer) e atuará com todos os seus titulares.

Gilberto Silva, Kleber e Elano, que eram as principais dúvidas, treinaram normalmente já em solo colombiano e jogarão a partida. O zagueiro e o meia estavam com dores musculares, enquanto o Gladiador sofreu uma torção no tornozelo. Mas, como descansaram durante a semana passada em Porto Alegre (nenhum atuou domingo, contra o São Paulo), conseguiram recuperação para a partida desta quinta.

O assunto altitude é proibido na delegação. Os 2,6 mil metros acima do nível do mar em que está Bogotá não assustam o Grêmio, que chegou à Colômbia 72 horas antes da partida já para ter tempo de treinar e se adaptar às condições que a cidade oferece. Outra ideia que não faz parte dos planos é jogar pensando no empate. A ideia do Grêmio é jogar de igual para igual, como tem sido hábito fora de casa desde o início do ano, e tentar vencer a partida.

O principal problema apontado pelo Grêmio neste final de ano é o acúmulo de jogos. Depois de encarar o Millonarios, o time enfrenta a Portuguesa, domingo, pelo Brasileiro, mas já deve ter jogo na próxima quinta, pela Sul-americana, caso elimine os colombianos. Caso vá avançando, serão jogos nos meios e finais de semana até o dia 12 de dezembro – mais quatro semanas de maratona.

“Estamos assim faz algum tempo. É pouco espaço para comemorar e logo já temos que mudar o foco. Agora é a Sul-americana novamente. Construímos uma vantagem importante em casa e precisaremos de muita atenção lá. Até por isso, estamos viajando antes, para melhorar a adaptação à altitude”, aponta o goleiro Marcelo Grohe.

Edu Andrade/Grêmio
Marcelo Grohe durante treino; para o goleiro, o fato de o Grêmio ter viajado com antecendência pode fazer a diferença
A partida entre Millonarios e Grêmio não é o principal assunto da imprensa esportiva colombiana, que tem dado bem mais atenção ao amistoso entre a seleção nacional e o Brasil. Mesmo assim, a torcida do Millonarios está mobilizada. A maioria dos ingressos para a partida já foi vendida, e a tendência é que o El Campín lote para o confronto desta quinta.

O mais provável é que o técnico Hernán Torres repita a equipe que fez um bom enfrentamento com o Tricolor Gaúcho no Olímpico. Em desvantagem na Sul-americana, o Millonarios acabou, no domingo, confirmando a melhor campanha da primeira fase do Campeonato Colombiano ao derrotar o Patriotas por 2 a 0. Foram 37 pontos em 17 jogos, quatro à frente do vice-líder, o La Equidad.

Nesta Copa Sul-americana, o Millonarios já eliminou Guaraní-PAR e Palmeiras, com ambos os jogos de volta ocorrendo em Bogotá. Os paraguaios até empataram em 1 a 1, mas levaram 4 a 2 em casa. Já o time paulista fez 3 a 1 em São Paulo, mas levou 3 a 0 na Colômbia. Contra o Grêmio, os próprios colombianos sabem que o osso será duro de roer. A melhor colocação do Tricolor em relação ao Palmeiras no Brasileirão e o fato de o Alviverde ter jogado com reservas a partida de volta está claro na cabeça de todos.

Em sua história, o Grêmio decidiu vaga ou título na Colômbia quatro vezes. Se deu bem na final da Libertadores de 1995, contra o Atlético Nacional, mas foi eliminado nas outras três oportunidades, contra América de Cali (Libertadores de 1996), Atlético Nacional (Supercopa 1997) e Independiente Medellín (Libertadores 2003).

FICHA TÉCNICA
MILLONARIOS X GRÊMIO

Local: El Campín, Bogotá (COL)
Data: 15 de novembro de 2012, quinta-feira
Horário: 22h15 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Vera (Equador)
Assistentes: Luis Alvarado e Carlos Herrera (ambos do Equador)

MILLONARIOS: Delgado; Ochoa, Torres, Franco e Martínez; Ramírez, Ortíz, Candelo e Otálvaro; Rentería e Cosme
Técnico: Hernán Torres

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Gilberto Silva e Anderson Pico; Fernando, Souza, Elano e Zé Roberto; Kleber e Marcelo Moreno
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade