Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Kleina defende Maurício Ramos e cita liderança do zagueiro

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O zagueiro Maurício Ramos deixou o gramado de Araraquara com o peso de ter sido o vilão do Palmeiras no empate por 2 a 2 com o Botafogo, no domingo. Porém, apesar de ter falhado nos dois gols do adversário, o atleta ainda tem a confiança do técnico Gilson Kleina nesta luta do clube contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

“Vi o Maurício muito chateado, em prantos... É um atleta que sente muito a derrota e o momento do time. O torcedor palmeirense pode ter certeza de que ele sofre, mas não é por causa desse erro que vai acontecer um desespero maior. Não sei se soa como justificativa, mas foi a rodada dos erros dos zagueiros, e o nosso tem uma conotação maior”, afirmou o comandante.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Maurício Ramos falhou nos dois gols contra o Botafogo, mas foi defendido pelo técnico Gilson Kleina
Quando o placar ainda estava inalterado, Maurício Ramos errou um passe simples no meio-campo e acabou armando o contragolpe que resultou no gol de Lodeiro. Ainda no primeiro tempo, Hernán Barcos empatou a partida. Mas, na volta para a segunda etapa, o zagueiro falhou novamente ao perder uma dividida no lance em que Elkeson balançou as redes.

Mais uma vez, o argentino marcou pelo Verdão, mas a igualdade por 2 a 2 complicou bastante a situação do Palmeiras. Mesmo assim, Kleina manifesta sua confiança na recuperação do atleta.

“Ele tem minha confiança, contagia o vestiário, dá o grito final no túnel, participa do elenco... A derrota não foi só dele, foi nossa. Ele jamais quis cometer aquele tipo de erro e suas lágrimas são verdadeiras. Todo mundo conhece suas limitações e ele sabe das deles. Vamos corrigir durante a semana e sei que está reservado um grande momento para o Maurício”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade