Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Kleina se agarra a um “fio de esperança” para sonhar com salvação

Luiz Ricardo Fini Presidente Prudente (SP)

A situação do Palmeiras ficou ainda mais complicada neste Campeonato Brasileiro. Depois da derrota por 3 a 2 para o Fluminense, que se sagrou campeão antecipadamente, o técnico Gilson Kleina só pôde dizer que ainda sonha em escapar do rebaixamento.

“Nós tínhamos de fazer os resultados nesses dois jogos, mas não conseguimos. A chance diminuiu, mas, enquanto tiver um fio de esperança, vamos nos agarrar”, afirmou.

A três rodadas do término da competição, o Palmeiras ocupa o 18º lugar no Brasileirão, com 33 pontos, e precisa de uma combinação de resultados para se salvar. Neste domingo, o Fluminense abriu dois gols de vantagem, mas o Verdão mostrou poder de reação para empatar. Já no fim do jogo, Fred mandou para as redes.

Na rodada passada, o time também deixou o campo frustrado, pois empatou com o Botafogo. Apesar disso, a atuação no jogo anterior dava esperança a Kleina por um resultado melhor diante do Fluminense.

“Estávamos muito confiantes, até pelo resultado do Botafogo, mas não fizemos a nossa parte. Se fizéssemos, teríamos engrenado. É muito castigo que acontece com a gente, mas sofremos um faltando 30 segundos para acabar o primeiro tempo”, lamentou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Gilson Kleina admitiu que a situação do Palmeiras é difícil e manteve apenas um resquício de fé na salvação
O treinador ainda lastimou por ter perdido Henrique, lesionado, ainda no primeiro tempo, sendo substituído por Román. Já Correa, João Denoni e Patrick Vieira também reclamaram de dores, mas tiveram de seguir até o fim, pois todas as alterações já estavam feitas.

“Perdemos o Henrique em um choque com nosso próprio goleiro. Além disso, desperdiçamos duas bolas de cabeça”, completou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade