Futebol/Brasileiro Série C - ( - Atualizado )

No Rio, Paysandu tenta quebrar sequência de ‘quases’ na Série C

Macaé (RJ)

Depois de bater na trave por três vezes consecutivas, o Paysandu tem uma boa vantagem diante do Macaé para confirmar o acesso de volta à Série B, depois de sete anos sem disputar a segunda divisão do campeonato nacional. No primeiro jogo, no Pará, o Papão construiu uma boa vantagem: 2 a 0, com gols de Rafael Oliveira. Agora o time pode até perder por um gol de diferença para garantir a vaga às semifinais.

Apesar da boa vantagem, o Papão precisar superar um trauma recente para conseguir a classificação. Em 2009, 2010 e 2011, o Paysandu também chegou às quartas-de-final, mas acabou eliminado por Icasa, Salgueiro e América-RN, respectivamente.

Outro motivo de incômodo para o bicolor tem sido as condições de treino oferecidas pela prefeitura de Macaé, que se recusou a liberar o Estádio Moacyrzão para o clube treinar. Assim, Lecheva tem comandado os treinos do Papão em uma escola, a Barroco Lopes, longe do centro da cidade. O espaço é precário e as laterais do campo não podem ser usadas nos trabalhos da equipe.

Quem treina no Moacyrzão é o Macaé, que busca reverter a vantagem jogando em casa. O técnico do time, Toninho Andrade, ainda está confiante na vitória e acredita que, devido ao retrospecto da equipe, mesmo com a vantagem do adversário, o resultado é reversível.

Toninho  comandou treino de pênaltis e afirmou que o time está preparado para qualquer situação que surgir no jogo. Para o treinador, a decisão nas penalidades máximas seria o pior cenário possível para as duas equipes.

O jogo acontece neste sábado, às 17 horas, no Moacyrzão, em Macaé e vale vaga nas semifinais da Série C do Campeonato Brasileiro e acesso para a Série B.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade