Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Paraná Clube supera problemas para vencer o ASA por 2 a 0

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

O Paraná Clube se despediu da Vila Capanema nesta temporada dando continuidade à boa sequência de resultados positivos, na Série B do Campeonato Brasileiro, mesmo em meio à crise e à greve de jogadores, e bateu o ASA por 2 a 0. Com 51 pontos, o time paranista segue na 10ª colocação.

O Tricolor da Vila abriu o placar aos sete minutos com Douglas Packer, que aproveitou a falha do goleiro para balançar as redes. Aos 29 minutos, Luisinho, aproveitando jogada de Wellington Silva, fez o segundo.

Na próxima rodada, o Paraná Clube fecha sua participação no clássico diante do Atlético Paranaense, sábado, no Eco Estádio Janguito Malucelli. Já o ASA recebe o CRB, no mesmo dia, no Estádio Coaracy Fonseca.

O jogo – O Tricolor começou com maior volume de jogo, mas a primeira boa chegada foi do ASA, aos seis minutos, com Maranhão, que bateu pela linha de fundo. A resposta, no entanto, foi fatal. Aos sete minutos, cobrança de escanteio e o goleiro alvinegro falhou. Era o terceiro gol de Douglas Packer em três jogos consecutivos.

Arte GE.Net
O ritmo da partida era fraco, com o time da casa administrando bem. Para tentara acabar com o marasmo, o goleio Luís Carlos quase se complicou em recuo de Alex Alves, aos 15 minutos, mas se recuperou. Chute a gol mesmo somente aos 25 minutos, com Valdívia que cobrou para grande defesa de Luís Carlos.

O segundo gol nasceu em jogada de Wellington Silva, aos 29 minutos, com cruzamento na medida para Luisinho empurrar para as redes. A equipe de Arapiraca tentava pressionar, mas parava em uma defesa bem postada. Perigo mesmo apenas aos 43 minutos, com Rogério Maranhão, na cara do gol, desperdiçando com chute para fora.

Na segunda etapa, o ASA voltou com Lucas no lugar de Jorginho. Logo aos três minutos, Wellington Silva recebeu com liberdade para marcar, mas o árbitro anotou o impedimento. A partida esquentou com entradas um pouco mais duras e um festival de cartões amarelos. Aos 14 minutos, Lúcio Maranhão pegou cruzamento e, sozinho furou de forma bisonha. Valdívia, aos 22 minutos, sem marcação, perdeu outra chance incrível.

Aos 31 minutos, Lucas pegou forte Aymen, que havia entrando poucos minutos antes, e teve que sair lesionado para a entrada de Marquinhos. Aos 33 minutos, Davi Ceará cobrou falta e Cambará tirou o perigo da área. Aos 38 minutos, Wellington cobrou falta e a bola carimbou o travessão após defesa de Gilson. Uma semana que começou ruim, terminou com mais uma vitória e promessas da diretoria paranista em acertar as pendências com os atletas.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade