Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Presidente da Ponte oferece reajuste a Cicinho e nega propostas

Campinas (SP)

Se depender do presidente da Ponte Preta, Márcio Della Volpe, o futuro próximo do lateral direito Cicinho será no Moisés Lucarelli. Em entrevista concedida à Rádio Brasil nesta quinta-feira, o mandatário da equipe de Campinas revelou ter oferecido ao lateral nessa quarta-feira uma proposta de reajuste salarial, já aceita por Cicinho. Na prática, tal mudança eleva a multa rescisória do atleta para outras equipes do futebol brasileiro, o que dificulta sua saída.

“Nós acertamos um reajuste salarial ontem. É só um novo acordo, já que o Cicinho tem um contrato conosco de três anos. Tratamos o Cicinho como uma pedra preciosa”, explicou Della Volpe.

Mesmo com esse reajuste salarial, o dirigente negou que tenha recebido propostas oficiais pelo jogador. Nas últimas semanas, o nome de Cicinho foi especulado em uma possível transferência para o Fluminense, atual campeão brasileiro.

“Não recebemos nenhum contato. Se por acaso acontecer algum contato, vamos ver o que eles têm a oferecer, já que temos 60% dos direitos do jogador”, garantiu.

Luan vira dúvida – Dentro dos gramados, o atacante Luan desfalcou a Ponte pelo segundo consecutivo. Com dores no púbis, o jogador virou dúvida e pode desfalcar a Macaca na a partida de domingo, contra o São Paulo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade