Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

“Quem tem que sentir pressão é o São Paulo”, diz botafoguense Lucas

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Com 54 pontos, cinco a menos que o São Paulo, o Botafogo ainda sonha com uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. Para isso, tem que ganhar seus três jogos finais no Campeonato Brasileiro e torcer para que o Tricolor tropece mais de uma vez. O lateral direito Lucas Marques ainda não vê a classificação como possível, mas joga a pressão para o lado dos paulistas.

“Acho que não podemos deixar que qualquer tipo de pressão nos prejudique, pois neste momento quem tem que sentir a pressão é o São Paulo. Eles tinham nove pontos de vantagem e agora têm cinco. Nós temos que seguir trabalhando e tentar ganhar os três jogos que nos restam. Depois olhamos para saber se deu ou não a Copa Libertadores. Mas temos que pensar em nosso próprio trabalho”, relatou o lateral convocado para o segundo jogo do Superclássico das Américas, pela Seleção Brasileira.

Em preparação para o duelo do próximo domingo, às 19h30 (de Brasília), na Ilha do Retiro, no Recife, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, os botafoguenses preferem focar apenas nos próprios compromissos, deixando de lado o direito de "secar" o concorrente. Focado, o volante Renato acompanha o discurso de Lucas.

“O São Paulo tem a vantagem de depender dos próprios resultados e isso realmente é bom. Essa realidade não podemos mudar, mas também não devemos nos sentir pressionados por conta disso. Estávamos bem mais distantes da Libertadores há algumas rodadas e temos a certeza de que podemos nos aproximar. Queremos ganhar o nosso jogo com o Sport”, explicou o volante do Botafogo.

Restam ao Botafogo, além do jogo com o Sport, uma partida contra o Atlético-MG, no Estádio do Engenhão, e o clássico contra o rival Flamengo, no mesmo local, pela última rodada. A tabela do São Paulo mostra que, no próximo domingo, o time recebe o Náutico, às 17 horas (de Brasília), no Morumbi, e depois visita a Ponte Preta, em Campinas (SP). Por fim, há o clássico contra o Corinthians, que já está com a cabeça no Mundial de Clubes da Fifa.

Para este compromisso o técnico Oswaldo de Oliveira ainda não confirmou a escalação. Ele conta com o retorno do volante Gabriel, que cumpriu suspensão na vitória por 3 a 0 sobre a Portuguesa, e do meia holandês Clarence Seedorf, preservado em parte do duelo contra a Lusa por conta de uma lesão na coxa direita. O primeiro deve ocupar o posto de Jadson, enquanto Fellype Gabriel ou Lodeiro sairão do time para a volta do holandês.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade