Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Santos se arma para ampliar estada de Neymar no Brasil após a Copa

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

A aparição de Neymar às lágrimas em um programa de televisão, neste domingo, emocionou Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro. “Eu chorei junto com o menino”, disse o presidente do Santos, que já começa a fazer estratégias para que o contrato de seu camisa 11 seja ampliado além de julho de 2014, data de vencimento do atual vínculo.

“Ele está feliz como um passarinho. Ontem sorriu de orelha a orelha na televisão. Em campo, ele toma pancada, mas não perde a linha. Está junto com familiares no Brasil, tem um treinador como o Muricy. Não tem razão para sair, ele tem o que quiser aqui. Se estalar os dedos ganha um avião, porque é o brasileiro mais amado atualmente. Sair por que, sair para que?”, questionou o mandatário, que recebeu homenagem da Soccerex, nesta segunda-feira, justamente por ter sido o homem a segurar Neymar no País.

Divulgação/Santos FC
A participação de Neymar em um programa de TV emocionou Laor: "Ele irradia simpatia"
Com multa rescisória de 65 milhões de euros (cerca de R$ 160 milhões), o atual contrato de Neymar é válido até julho de 2014, mas seria ampliado automaticamente em caso de participação do Santos na Libertadores do referido ano. O vínculo foi assinado assim que o time brasileiro recusou uma oferta do Chelsea que já havia sido aceita pelo staff do jogador.

“Quando me reuni com os advogados e o empresário, a venda quase certa para o Chelsea, deixei uma cadeira vazia na reunião. Disse que o último que havia sentado ali tinha sido o Ayrton Senna, último ídolo nacional. O Neymar podia ser o próximo. Hoje ele está sentado na cadeira e precisa continuar sendo feliz onde está sendo feliz. Acredito que ele fique até depois de 2014”, confia Luis Álvaro. Na visão do presidente, apenas o fato de ter o camisa 11 à disposição significa que 2013 será uma temporada positiva para o Santos.

‘Entre os três melhores do mundo’ segundo Luis Álvaro, Neymar já ouve conversas para ampliar seu contrato além do ano da Copa do Mundo. Negando qualquer chance de saída em 2013, como ventilado pela imprensa internacional, o presidente santista crê no sucesso da iniciativa: “Estou dando argumentos para ele continuar. Sair em 2013 é absolutamente impossível e o vendaval está a favor do Santos”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade