Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Tirone faz apelo contra violência e pede ajuda da torcida

Marcos Guedes Volta Redonda (RJ)

O presidente Arnaldo Tirone repetiu após o rebaixamento do Palmeiras que não teme ameaças. Criticado por boa parte da torcida, o dirigente disse estar bem mais preocupado com a situação do clube do que com a própria segurança.

“Estou triste pela situação do Palmeiras, mas nem um pouco desconfortável com ameaça. Não estou falando que sou corajoso, sou uma pessoa normal. Mas estou preocupado mesmo com o Palmeiras, com a torcida, que está triste”, afirmou.

“Nós, que somos palmeirenses, temos e ser palmeirenses na alegria e na tristeza. Todos têm de entender que nós temos que ajudar o Palmeiras”, acrescentou o dirigente, fazendo um apelo contra demonstrações de violência no Palestra Itália.

Após a partida em Volta Redonda, o policiamento na sede do Verdão foi reforçado. Frequente alvo de pichações e protestos, o local, por enquanto, está sendo vigiado. “Não adianta degradar o clube, ir ao clube brigar”, disse Tirone.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade