Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Vasco e Flamengo fazem clássico com poucas pretensões no Engenhão

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Vasco e Flamengo fazem o clássico carioca da penúltima rodada do Campeonato Brasileiro neste sábado, às 19h30 (de Brasília), no Engenhão, O duelo, apesar da tradição, está completamente esvaziado pela campanha das equipes na temporada. O Cruz-maltino soma 54 pontos e apenas cumpre tabela, pois não tem mais chances de disputar a Copa Libertadores e já está garantido na Copa Sul-americana, agora a meta do Rubro-Negro, 11º colocado com 48 pontos.

Diante deste cenário, os dois times lutam para encontrar motivação para o clássico. O Flamengo lutará para não acabar a competição como o pior ataque, posto que atualmente pertence ao lanterna e já rebaixado Atlético-GO e ao Bahia, ambos com apenas 35 gols marcados. O Rubro-Negro tem apenas um gol a mais do que os dois e pode ser ultrapassado se não tiver sucesso nesta reta final.

"Nós queremos melhorar o nosso desempenho nesta reta final e garantir que o Flamengo tenha bons resultados na despedida de 2012", afirmou o atacante Hernane.

Alexandre Vidal/Fla Imagem
O Flamengo, de Paulo Victor, busca uma vaga na Copa Sul-americana e não terminar o Brasileiro com o pior ataque
O Vasco, por sua vez, vê no clássico a própria motivação: "Nós sabemos que um clássico entre Vasco e Flamengo é sempre uma motivação a mais, e as duas equipes estão dispostas a deixar a partida com a vitória. Nós queremos terminar o Campeonato Brasileiro com a maior pontuação possível e tenho convição que uma vitória sobre o rival vai deixar o nosso torcedor um pouco mais satisfeito", disse o técnico Gaúcho, cuja opinião seguiu a mesma linha do discurso do goleiro Fernado Prass.

"Um clássico é sempre uma motivação, independentemente da situação das duas equipes na tabela de classificação. Vamos em busca de um triunfo para honrar a camisa do Vasco", disse o goleiro.

A história das duas equipes também é fonte de motivação. O lateral esquerdo Ramon, por exemplo, com passagem pelo Vasco e hoje no Flamengo, reconhece que entra mais motivado contra o rival, já que costuma ser hostilizado pelos cruz-maltinos.

"A torcida me chama de traídor, algo que não sou. Independentemente do clube onde estiver, será sempre uma motivação enfrentar o Vasco. Farei de tudo para sair vitorioso", disse .

O Vasco terá novidades para o clássico, com um meio-campo formado por Abuda e Dakson, que terão a oportunidade de começar jogando pela primeira vez. Dakson, inclusive, vai estrear pelo clube carioca, herdando a vaga de Juninho Pernambucano, que não vai mais jogar na temporada por conta de uma fadiga muscular.

A entrada de Dakson gerou surpresa, pois a expectativa girava em torno do aproveitamento de Carlos Alberto, recuperado de dores na região pubiana, mas que ficará entre os reservas. Ainda em relação ao meio-campo, o setor realmente é um problema para o treinador, que não terá Felipe, liberado pela diretoria para resolver problemas particulares no Catar, e o volante Wendel, suspenso por ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo.

Marcelo Sadio/Divulgação/Vasco da Gama
Gaúcho durante treino do Vasco; treinador optou por deixar o meia Carlos Alberto no banco de reservas
No ataque, sem poder contar com Alecsandro, vetado com dores na panturrilha esquerda, Gaúcho vai optar por dois atletas que saíram recentemente do departamento médico. Serão eles Eder Luis, que está livre do edema na coxa direita, e o equatoriano Carlos Tenorio, que não sente mais dores na região do quadril.

A zaga também terá uma alteração, com Douglas, que cumpriu suspensão diante do Coritiba, voltando na vaga de Fabrício. A única dúvida está na lateral-esquerda, já que Thiago Feltri, com dores na coxa esquerda, está vetado. William Matheus, cotado para assumir o posto, está com a mão direta imobilizada e pode ser vetado. Caso ele não jogue, Dieyson está de sobreaviso.

Já o Flamengo terá apenas uma modificação em relação à formação da última partoda. O volante Aírton entra na vaga de Amaral, suspenso por ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo diante do Verdão. O lateral direito Leonardo Moura, já livre de dores na panturrilha direita, e o atacante Liedson, sem sentir mais dores no joelho esquerdo, ficarão como opção no banco de reservas.

Arte GE.Net

FICHA TÉCNICA
VASCO X FLAMENGO

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 24 de novembro de 2012 (Sábado)
Horário: 19h30(de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa (RJ) e Rodrigo Correa (RJ)

VASCO: Fernando Prass, Jonas, Douglas, Renato Silva e William Matheus (Dieyson); Nilton, Fellipe Bastos, Abuda e Dakson; Eder Luis e Tenorio
Técnico: Gaúcho

FLAMENGO: Paulo Victor; Wellington Silva, Renato Santos, Marcos Gonzalez e Ramon; Airton, Ibson, Renato Abreu e Cleber Santana; Hernane e Vagner Love
Técnico: Dorival Júnior

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade