Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( )

Verdão aproveita ausência de Seedorf para temer o algoz Bruno Mendes

William Correia São Paulo (SP)

O choro do holandês Seedorf na goleada sobre o Atlético-GO, no último sábado, preocupava o público presente no Engenhão, mas já tirava das costas dos zagueiros do Palmeiras uma enorme responsabilidade. Ao se lesionar na última rodada do Brasileiro, o ídolo botafoguense deixou o desesperado clube alviverde mais tranquilo e com tempo para focar em outros destaques alvinegros. Entre eles, o Verdão terá que se preparar para o reencontro com um antigo algoz: o jovem Bruno Mendes.

Seedorf havia marcado um gol sobre o Dragão e vinha se destacando como o principal nome do último confronto disputado pelo Botafogo no campeonato nacional. No entanto, uma contusão muscular forçou a sua saída de campo e o tirou de combate por pelo menos uma semana. Incapacitado de vestir as cores preta e branca para enfrentar o Palmeiras, em Araraquara, neste domingo, o holandês deixou o técnico Gilson Kleina um pouco mais esperançoso com relação a uma vitória diante dos cariocas.

“Pelo que acompanhamos, o Seedorf deu um salto de qualidade ao Botafogo não só no futebol, mas agregou uma mobilização maior. Vi sua atitude chamando todos, com apoio incondicional ao Oswaldo, chamando a responsabilidade em derrotas, chamando atenção nos treinos no sentido de dizer que o companheiro pode se doar e progredir mais. Agregou valores e princípios, não trouxe só futebol”, avaliou o treinador alviverde.

Agif
Bruno Mendes apareceu no fim do Brasileiro e se já se tornou um dos destaques alvinegros na temporada
A ausência do camisa 10 botafoguense fará com que Gilson Kleina reencontre um antigo rival e arme um esquema diferente para impedir que a sua meteórica ascensão no futebol nacional venha a afundar o Palmeiras na tabela de classificação. No período em que esteve na Ponte Preta, o técnico acompanhou o atacante Bruno Mendes, de apenas 18 anos, abrir caminho para a vitória do Guarani sobre o próprio Palmeiras, por 3 a 1, na última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista.

Na ocasião, o atleta recebia sondagens de clubes como o Paris Saint-Germain e se destacava no ataque do Bugre. Após enfiar duas bolas na trave nas duas jogadas que resultaram em gol e anotar um dos gols do duelo, Bruno Mendes garantiu o time nas quartas de final do Estadual contra o próprio Palmeiras. No mata-mata, o jogador esteve em campo na vitória por 3 a 2 que levou a equipe de Campinas para as semifinais e eliminou os paulistanos da competição.

“Precisamos conversar muito, ter muita vontade e determinação para não tomarmos gol. Sabemos da qualidade do Bruno, do Andrezinho, da zaga, do goleiro. O Seedorf não jogar vai ser para nós um pouco menos de experiência para eles, mas não digo que será mais fácil, quem entrar vai jogar com determinação”, destacou o preocupado Maurício Ramos, que será um dos incumbidos de segurar o ímpeto do jovem atleta alvinegro.

Djalma Vassão/Gazeta Press
O Palmeiras não resistiu ao Guarani e foi eliminado por Bruno Mendes (à esq.) e companhia nas quartas
Bruno Mendes atuou em cinco jogos do Campeonato Brasileiro e já estufou as redes em cinco oportunidades diferentes. O atleta está garantido no ataque titular do Botafogo e terá a missão de afundar o Palmeiras para manter vivo o sonho de sua equipe em tirar os oito pontos que o separam do G-4. A meta do atacante, entretanto, não intimida os alviverdes, que encaram esta partida como o ponto inicial de sua reação no torneio.

“Conhecemos bem o Botafogo porque jogamos três vezes seguidas contra eles. Precisamos de gana para ganhar. É o jogo das nossas vidas”, bradou o zagueiro Mauricio Ramos. Com 32 pontos conquistados, o Verdão ocupa a 18ª colocação e só se livrará do rebaixamento se conseguir tirar a vantagem de cinco que o Bahia, primeiro time fora da degola, abriu na competição.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade