Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Villa correu risco de perder a perna após contusão, revela médico

Barcelona (Espanha)

David Villa já correu o risco de perder a sua perna esquerda. Isto é o que revelou o médico Ramón Cugat, responsável pela cirurgia no atacante do Barcelona. Em dezembro do ano passado, no Mundial de Clubes, no Japão, o atacante sofreu uma fratura na tíbia e teve que voltar para a Espanha. No voo, a mudança de pressão poderia ter custado a carreira do jogador, de 30 anos.

“Quando há mudanças na pressão, especialmente de oito a 12 mil metros de altitude, corre-se um grande risco. Isto poderia complicar muito a contusão e, inclusive, fazer com que ele perdesse a perna”, disse Cugat.

A contusão de Villa aconteceu logo na estreia do time catalão no Mundial, contra o Al-Sadd, do Catar, nas semifinais. No primeiro tempo, o atacante, depois de receber lançamento, pisou errado no gramado, ficou sentindo dores e teve que ser substituído, na maca. Posteriormente, foi diagnosticada a fratura.

AFP
Villa fraturou a tíbia no final de 2011, perdeu o Mundial e correu risco de ter que amputar a sua perna esquerda
Depois de um longo tempo de recuperação, Villa voltou a treinar no Barça no início desta temporada, mas, até agora, não teve boa sequência na equipe do técnico Tito Vilanova. Alguns rumores da imprensa local apontam para a sua saída do Camp Nou, por motivos de “renovação”. Recentemente, foi revelado que, para renovar com o Barcelona, o técnico Guardiola pediu a saída de Villa do elenco, algo que não foi acatado pelo presidente Sandro Rosell.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade