Futsal/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Falcão marca, Brasil vira sobre Argentina e está na semifinal

Bangcoc (Tailândia)

O Brasil se classificou para a semifinal da Copa do Mundo de Futsal disputada na Tailândia na manhã desta quarta-feira. Ainda longe de sua plenitude física, Falcão jogou no sacrifício e marcou dois gols na virada por 3 a 2 sobre a Argentina, o último na prorrogação.

Eficiente no primeiro tempo, a Argentina foi para o intervalo em vantagem com gols de Rescia e Borruto. Após uma série de quatro chutes na trave, já com Falcão em quadra, o Brasil diminuiu com Neto, empatou com o camisa 12 e, no tempo-extra, contou com mais um gol do astro para se classificar.

Desta forma, a Seleção mantém a rotina de chegar, pelo menos, até a semifinal da Copa do Mundo. Campeão das edições de 1989, 1992, 1996 e 2008, o Brasil foi vice em 2000 e ficou no terceiro lugar em 2004. Em 1982 e 1985, ainda sem a chancela da Fifa, o time nacional também triunfou e ainda perdeu a final de 1988.

Diante dos argentinos, a Seleção esteve em desvantagem pela primeira vez na Copa do Mundo, o que pode servir como aprendizado para disputar uma vaga na decisão. Atual campeão, o Brasil enfrenta na semifinal a Colômbia, que bateu a Ucrânia por 3 a 1, na próxima sexta-feira.

O Jogo - Ainda sem plenas condições físicas, Falcão começou a partida no banco de reservas. De colete na beirada da quadra, o astro começou a ficar preocupado na metade do primeiro tempo. Stazzone aproveitou um momento de infantilidade de Jé, que já havia recebido o cartão amarelo, e cavou um vermelho para o brasileiro.

Com apenas três jogadores na linha durante os dois minutos de penalização, o Brasil se fechou diante do goleiro Tiago e apostou em uma marcação agressiva. Ironicamente, as melhores oportunidades no período de inferioridade numérica foram da Seleção. Para impedir uma finalização perigosa de Fernandinho, Borruto chegou a receber o amarelo.

De forma obstinada, o Brasil suportou a pressão que os argentinos procuraram impor e Simi retornou à disputa. A 7 minutos do final, a Seleção descolou uma falta perigosa do lado direito da quadra. Na cobrança, Neto acertou a trave de Elias em um chute forte rasteiro.

AFP
Falcão comemora com companheiros após marcar o gol que colocou o Brasil na semifinal da Copa do Mundo
Apesar do maior volume de jogo, o Brasil sofreu dois gols na parte final do primeiro tempo. Com 3 minutos no cronômetro, Rescia recebeu de Basile pela direita e chutou cruzado para colocar a Seleção em desvantagem pela primeira vez no torneio. Pouco depois, Borruto balançou na frente de Ari e finalizou entre as pernas de Tiago.

Com Wilde em quadra, o Brasil partiu com ímpeto em busca do primeiro gol no começo do segundo tempo. Após um período de pressão intensa, com boas defesas do goleiro Elias, Vinícius chutou de média distância e acertou a trave da meta argentina.

A 13 minutos do final, Falcão entrou em quadra apenas para cobrar uma falta e retornou ao banco. Pouco tempo depois, Simi acertou o terceiro chute do Brasil na trave de Elias, que seguia praticando boas defesas. Com 10 minutos no cronômetro, o camisa 12 voltou a entrar e, desta vez, permaneceu na disputa.

Recuada, a Argentina pouco atacava. A 9 minutos do final, Falcão acertou o travessão. Dois minutos depois, Neto foi acionado pela esquerda e bateu rasteiro para finalmente vencer o goleiro Elias. A 6 minutos do final, o camisa 12 recebeu na entrada da área e chutou entre as pernas de seu marcador para levar o jogo à prorrogação.

No final do primeiro período do tempo extra, Falcão chutou forte após cobrança de escanteio pela direita para colocar o Brasil em vantagem. Emocionado, ele se ajoelhou na quadra e ganhou abraços dos companheiros. Em seguida, foi ao banco de reservas e chorou. Elias chegou a jogar como goleiro-linha na etapa final, sem sucesso.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade