Futsal/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Itália repete último Mundial e fica em terceiro lugar na Tailândia

Bangcoc (Tailândia)

A Itália venceu a decisão de terceiro lugar da Copa do Mundo de futsal, diante da Colômbia, e subirá ao pódio junto à Seleção Brasileira e espanhola, que farão a final da competição. Com o resultado de 3 a 0, os italianos repetiram o terceiro lugar do último Mundial.

Será a segunda vez que a seleção italiana participará da cerimônia de premiação, pois na Copa do Mundo de 2004, ela conseguiu o melhor resultado de sua história ao ficar em segundo lugar. Já a Colômbia foi a grande surpresa na Tailândia. Os sul-americanos não alcançaram uma decisão de terceiro posto desde 1985, quando o torneio foi organizado pela primeira vez, antes da Fifa assumir o comando da competição.

AFP
Com três gols na segunda etapa, Itália garantiu a vitória e o terceiro lugar da Copa do Mundo

Dentre os 14 jogadores convocados pelo técnico Riccardo de Manno, metade são brasileiros naturalizados italianos. Márcio Forte, Alex Merlim, Saad Assis, Humberto Honorio, Rodolfo Fortino, Gabriel Lima e Jairo dos Santos, conhecido como Vampeta, nasceram em terras brasileiras.

A Itália jogou a primeira fase pelo Grupo D e não perdeu nenhuma partida na chave, em que duelou com Austrália, Argentina e México. Na sequência, ela passou pelo Egito e finalmente teve um grande desafio, diante de Portugal. Os lusitanos deram trabalho, mas Azurra das quadras confirmou a classificação na prorrogação. O único revés foi contra a Espanha, que obrigou os italianos a disputam o terceiro posto.

O jogo - A partida começou com a Itália valorizando a posse de bola, mas sem arriscar muito. A Colômbia manteve a estratégia de sucesso na Tailândia ao apostar nos contra-ataques, embora também não teve grandes chances na primeira etapa, que terminou com o placar zerado.

O segundo tempo foi igualmente parado, até que Sergio Romano abriu o placar ao acertar um chute de primeira após cobrança de escanteio. O goleiro colombiano Lozano pegou uma bola com as mãos fora da área e foi expulso da partida. Com um a mais, os italianos não perdoaram e ampliaram o placar com Rodolfo Fortino. Pouco antes do árbitro José Katemo, de Angola, apitar o fim de jogo, Fortino ainda fez mais um.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade