Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Alvo de protestos, Tirone entende “revolta” da torcida do Palmeiras

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O presidente Arnaldo Tirone se tornou o principal alvo dos protestos da torcida do Palmeiras depois do rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro. Sem deixar de comparecer aos jogos do clube, o mandatário foi xingado constantemente durante a derrota para o Atlético-GO, no domingo, mas entendeu a posição tomada nas arquibancadas.

“Estamos em um momento complicado, porque a semana foi muito triste para todo mundo. Nós entendemos a revolta deles, que são torcedores e têm o direito de protestar”, afirmou.

Sempre que aparecia mais próximo à janela de vidro das tribunas do Pacaembu, Tirone era hostilizado pelos torcedores presentes nas cadeiras cobertas do estádio. Além disso, a principal organizada do clube entoou cantos de protestos contra o dirigente, que tem cada vez menos a companhia de aliados de sua gestão nas partidas.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Presidente Arnaldo Tirone é o principal alvo dos protestos da torcida desde que o Palmeiras foi rebaixado
Na manhã de sábado, o mandatário foi ironizado em manifestação de torcedores em frente à Academia de Futebol. Um dos palmeirenses fingiu estar sentado em uma praia, fazendo alusão à ida de Tirone ao Leblon no dia seguinte ao rebaixamento. O vice-presidente Roberto Frizzo também foi alvo, assim como o goleiro Bruno e o meia Valdivia.

“Isso é normal, natural, mas os jogadores teriam de ser poupados, porque são profissionais. Sabemos também que agressão a atletas não funciona, mas entendemos o protesto”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade