Futebol/Bastidores - ( )

Barcos orienta Palmeiras a se reforçar para não passar mais vergonha

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O atacante Hernán Barcos ainda não sabe se permanecerá no Palmeiras na próxima temporada, mas já dá seu conselho ao presidente Arnaldo Tirone: reforce a equipe. O argentino acredita ser importante o clube ter um elenco competitivo para disputar a Copa Libertadores e cita como exemplo negativo a eliminação contra o Millonarios na Sul-americana.

“O Gilson Kleina tem razão sobre isso (pedido por reforços). Os meninos mais jovens podem jogar no Paulista, mas o clube precisa de mais experiência na Libertadores, para não passar vergonha como foi na Sul-americana”, afirmou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Hernán Barcos avisa que o time passou vergonha na Copa Sul-americana e não pode repetir na Libertadores
A desclassificação no torneio continental irritou o argentino. O Verdão venceu a equipe colombiana por 3 a 1 no Pacaembu e tinha boa vantagem para o duelo de volta. Como já estava na luta contra o rebaixamento, Kleina poupou alguns titulares no confronto fora de casa, mas Barcos pediu para jogar.

Sem conseguir oferecer muita resistência ao adversário, o Palmeiras perdeu por 3 a 0 o segundo jogo contra o Millonarios e acabou eliminado nas oitavas de final. A situação gerou desconforto ao argentino.

“O Palmeiras precisa de um time competitivo. Se eu ficar, todo mundo quer uma equipe que seja protagonista e não entre apenas para participar da Libertadores”, acrescentou.

Gilson Kleina já pediu as contratações de quatro a seis reforços que sirvam como “referências” ao clube em 2013. Porém, até agora, o único contratado é o lateral direito Ayrton, do Coritiba.

O próprio Barcos não sabe se estará no Verdão na próxima temporada. Apesar de ter contrato em vigor, o Pirata teme que disputar a Série B prejudique sua meta de se estabelecer na seleção argentina.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade