Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Bruno diz que torcida do Palmeiras não precisa acreditar em salvação

Edoardo Ghirotto, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Escolhido para conceder a última entrevista coletiva antes da partida contra o Fluminense, o goleiro Bruno surpreendeu ao dizer que o torcedor palmeirense está no seu direito de não acreditar na salvação da equipe neste Campeonato Brasileiro. O arqueiro entende que apenas os atletas precisam estar motivados e crentes de que o Verdão ainda poderá evitar o seu segundo rebaixamento para a Série B.

“A gente está vestindo uma das maiores camisas do futebol mundial. Não tem como não ter motivação. Toda vez que entrar em campo você precisa estar motivado para honrar este clube. Nós também não precisamos que ninguém acredite. A gente tem que acreditar e basta. Nós vamos conseguir se pensarmos dessa forma”, declarou o arqueiro.

Bruno também se negou a acreditar que alguns jogadores não estão confiantes na permanência do clube na Série A. O goleiro mostrou que o grupo está unido e determinado em superar as dificuldades para vencer os últimos quatro jogos do Nacional. Caso contrário, os atletas descrentes já teriam sido dispensados pela diretoria alviverde.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Bruno mostrou que o grupo de jogadores está preparado para superar a desconfiança da torcida
“A gente acredita e eu tenho certeza que os 40 jogadores que nós temos estão confiantes. E quem não acreditar, a gente vai tratar de afastar. Nós vamos buscar enquanto tivermos 0,01% de chances e continuaremos entrando em campo assim. Não tem medo e nem peso nas costas. A única responsabilidade é a de jogar e vestir a camisa do Palmeiras”, pontuou.

A motivação demonstrada pelo arqueiro também serviu para acalmar os demais atletas que integram o elenco palmeirense. No empate por 2 a 2 com o Botafogo, no último domingo, o jovem Patrick Vieira foi criticado por ter desperdiçado grande chance ao tropeçar na bola dentro da área. O lance evidenciou o nervosismo do elenco, mas foi prontamente minimizado por Bruno.

Segundo o goleiro, os jogadores estão aproveitando todos os momentos de união do grupo para fortalecer o entrosamento da equipe dentro e fora de campo. Com o pensamento de que cada atleta precisará se doar ao máximo para manter o Palmeiras vivo na primeira divisão, o arqueiro destacou que as conversas e trocas de experiências com os mais novos darão o combustível necessário para o clube se superar na reta final deste Brasileiro.

“Nós estamos conversando muito nas concentrações. Uma rodinha de truco serve para entrosar o grupo para um jogo, uma semana e até uma vida. São coisas que levamos não só para essa situação e temos que saber que vestimos a camisa do Palmeiras. Você não é qualquer um, você é jogador do Palmeiras. Chegou aqui por méritos seus e tem condições de estar aqui”, concluiu o determinado guarda-redes do Verdão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade