Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Com futuro incerto, Obina admite má fase nesta volta ao Palmeiras

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O atacante Obina retornou ao Palmeiras em julho com a esperança de se firmar com a camisa do clube. Porém, o atleta não conseguiu emplacar uma sequência de boas partidas e admite ter ficado abaixo do esperado nesta campanha que decretou o rebaixamento do Verdão à Série B do Campeonato Brasileiro.

“Não tem como eu dizer que foi boa (a segunda passagem). O time foi para a segunda divisão e vou dizer que joguei muito? Não. Tive minha parcela de culpa e respeito a opinião de cada um, mas tentei fazer meu melhor. Por uma circunstância ou outra, não aconteceu, o que é triste para mim”, afirmou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Obina está emprestado apenas até o fim do ano e não deve permanecer no Palmeiras na próxima temporada
Durante a maior parte do tempo, Obina ficou na reserva de Barcos, mas não criou problemas nos bastidores. Em 28 jogos, o ex-flamenguista marcou apenas três gols neste retorno. Em sua primeira passagem, em 2009, o atacante também fez 28 partidas, mas mandou a bola para as redes 12 vezes.

Emprestado pelo Shandong Luneng, da China, ao Palmeiras apenas até dezembro, o atacante já fala em tom de despedida, mesmo dizendo que ainda não há uma definição oficial de seu futuro.

“Ainda não sei, está incerto, pois tenho contrato na China. Se tivesse a chance de permanecer e mudar a situação ajudando o Palmeiras, fazendo uma boa pré-temporada, seria maravilhoso. Não cabe só a mim, mas tenho minha vontade de permanecer e colaborar”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade